Justiça muda decisão e obriga volta ao trabalho de peritos do INSS

Determinação ocorre um dia após o próprio Poder Judiciário decidir favoravelmente aos servidores
-Publicidade-
Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil | peritos do inss - trf-1

Determinação ocorre um dia após o próprio Poder Judiciário decidir favoravelmente aos servidores

peritos do inss - trf-1
Foto: Agência Brasil
-Publicidade-

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) decidiu que os médicos peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) devem voltar ao trabalho presencial. Em parecer publicado nesta quinta-feira, 24, o órgão suspendeu a liminar da Justiça Federal do Distrito Federal tomada na véspera em favor dos profissionais.

Leia mais: “STJ dá sinal verde para liberar mais de mil ‘pequenos traficantes’ de SP”

Com a nova decisão, os peritos devem obrigatoriamente voltar ao serviço. A determinação é direcionada aos servidores que atuam em agências do INSS que já tiveram a reabertura liberada pelo governo. Para o retorno ao trabalho, o controle de ponto (para marcar entrada e saída do serviço) será reativado — assim, quem faltar terá salário descontado.

Vice-presidente do TRF-1, o desembargador Francisco de Assis Betti foi o responsável pela mais nova decisão do caso. Nesse sentido, ele atendeu ao pedido da Advocacia-Geral da União (AGU), que contestou o parecer da Justiça do Distrito Federal.

Para o magistrado, o Poder Judiciário não pode interferir na volta — ou não — ao trabalho de profissionais vinculados a órgãos mantidos pelo Poder Executivo, como é o caso, por exemplo, dos peritos do INSS. “Cabe à administração a tomada das decisões estratégicas para a retomada gradual e planejada dos serviços públicos, sobretudo aqueles considerados essenciais, reservando-se ao Poder Judiciário o exercício do controle jurisdicional, a posteriori, dos atos administrativos, quando demonstrada a ocorrência de ilegalidade em sua edição.”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site