Lockdown nacional é método socialista de resolver problemas de saúde pública

Além de não ser solução, trará novos e piores problemas ao Brasil, segundo o economista Fernando Ulrich
-Publicidade-
O <i>lockdown</i> apenas trará mais problemas ao Brasil, de acordo com Fernando Ulrich
O lockdown apenas trará mais problemas ao Brasil, de acordo com Fernando Ulrich | Foto: Reprodução/Flickr

Economistas, ex-ministros, banqueiros e empresários divulgaram ontem, domingo 21, um manifesto em que pedem ao poder público medidas mais enérgicas de combate à pandemia de covid-19. Entre outras coisas, os reclamantes sugerem a criação de um lockdown nacional — ou seja, o trancamento de todos os Estados brasileiros. “É urgente que os diferentes níveis de governo estejam preparados para implementar um lockdown emergencial, definindo critérios para a sua adoção em termos de escopo, abrangência das atividades cobertas, cronograma de implementação e duração”, diz o texto. Essa cena é uma espécie de materialização das ideias expostas por Guilherme Fiuza em artigo publicado na Edição 52 da Revista Oeste, “Loquidau, a hipnose”, que versa sobre como democratas limpinhos impõem à população bondades como fechamento de comércios, agressões físicas, invasão de residências e toda sorte de ação repressiva, mas pelo bem da nação, claro. Nesta segunda-feira, 22, em resposta ao grupo que pede a adoção de mais políticas de isolamento social no Brasil, o economista Fernando Ulrich disse o seguinte: “Lockdown nacional é adotar os métodos da União Soviética para resolver um enorme problema de saúde pública”, afirmou. “Além de não ser solução, trará novos e piores problemas. São as consequências não intencionadas das políticas públicas”, asseverou. “Essa é a lição que economistas teimam em ignorar”, concluiu.

Leia também: “Negacionistas são eles”, artigo de Augusto Nunes publicado na Edição 52 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. Muito além de pura burrice, imbecilidade e afim, prezado Lincoln, se trata de distúrbio de caráter, de dupla moral, de mentes insanas e criminosas!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site