-Publicidade-

Maia está com síndrome de quem não aceita deixar o poder, diz Caiado

Governador de Goiás disse que declarações do ex-presidente da Câmara indicam "internação hospitalar"
Governador de Goiás Ronaldo Caiado
Governador de Goiás Ronaldo Caiado | Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Após críticas do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) ao Democratas, o governador do Goiás, Ronaldo Caiado (DEM-GO), subiu o tom contra o ex-presidente da Câmara e disse que ele sofre de uma “síndrome” de quem não aceita deixar o poder.

Caiado destacou que o colega de partido faz questão de deixar claro que está saindo da legenda e está “colocando seu nome a leilão”. O governador, que é médico, disse que a entrevista de Maia ao jornal Valor Econômico “não deve ser considerada pela classe política porque é indicadora de internação hospitalar”.

Leia mais: “Renan promete anistia a ‘hackers’ da Lava Jato”

Na entrevista publicada nesta segunda-feira, 8, Maia criticou o próprio partido e o presidente nacional da legenda. Segundo ele, a sigla se tornou de “extrema direita” e o cacique dela, ACM Neto, é um “sem-caráter”. Ele também fez ataques a Caiado.

Rodrigo Maia está revoltado desde que o partido optou pela neutralidade na disputa pela presidência da Câmara. O então presidente da Casa tentou emplacar o nome de Baleia Rossi (MDB-SP), mas sua candidatura não emplacou e ele foi derrotado por Arthur Lira (PP-AL).

“Rodrigo tentou furar a Constituição e não tinha trabalhado outro candidato. Com a negativa do STF, tentou um movimento desesperado, de imposição, sem qualquer unidade e coerência”, afirmou o governador de Goiás.

ACM Neto também reagiu e disse que “a falta de grandeza e a deslealdade causam profundo estranhamento”. “Todos sabem que Rodrigo Maia tinha um único candidato à presidência da Câmara, que era ele mesmo”, afirmou.

Maia deve sair do DEM nos próximos dias e negocia com outros partidos, mas o anúncio da nova sigla não deve acontecer de imediato.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês