Manaus vai transferir pacientes com covid para 7 estados e DF

Transporte será feito em parceria com o Ministério da Defesa por duas aeronaves da Força Aérea Brasileira
-Publicidade-

Transporte será feito em parceria com o Ministério da Defesa por duas aeronaves da Força Aérea Brasileira

Manaus
Hospital em Manaus | Foto: Yago Frota/Agência O Dia/Estadão Conteúdo
-Publicidade-

O governo do Amazonas informou nesta sexta-feira, 15, que 235 pacientes com covid-19 serão transferidos da rede pública hospitalar de Manaus para sete Estados e para o Distrito Federal.

O Estado vive uma crise na saúde, com falta de leitos e oxigênio. Um primeiro grupo já foi removido para continuar o tratamento na capital piauiense, Teresina.

Leia mais: “PT judicializa problema da saúde no Amazonas”

Segundo o Ministério da Saúde, as transferências ocorrerão por via aérea e estão garantidos, de imediato, 149 leitos: 40 em São Luís (MA); 30 em Teresina (PI); 15 em João Pessoa (PB); 10 em Natal (RN); 20 em Goiânia (GO); 4 em Fortaleza (CE); 10 no Recife (PE); e 20 no Distrito Federal.

A pasta informou ainda que os pacientes que serão trasladados atendem a critérios clínicos definidos pela equipe médica. O transporte será feito em parceria com o Ministério da Defesa por duas aeronaves da Força Aérea Brasileira com capacidade de 25 pacientes deitados em maca.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

      1. Beth você assina essa revista e lê as matérias? Caso sim não entendo como faz um comentário desse. Veja a curva de casos e principalmente óbitos no AM e perceberá que o crescimento foi rápido, e não acredito que o Estado AM (leia Governos em geral lentos) tenha agido com a rapidez que as pessoas que creem em eficiência estatal (em filmes e seriados aparece assim, mas a verdade é bem diferente) gostariam que fosse. Ao contrário do estado vizinho Pará a estratégia do AM não envolve tratar as pessoas no início dos sintomas, e o REsultado disso é bem visível na curva de óbitos. Nosso presidente tem acertado mais que errado desde o começo, mas está de mãos atadas.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site