-Publicidade-

Michel Temer vai trabalhar para a Huawei

Ex-presidente atuará como lobista do gigante de tecnologia chinês
Suécia, França, Reino Unido e EUA baniram a estatal das telecomunicações, por suspeita de espionagem
Suécia, França, Reino Unido e EUA baniram a estatal das telecomunicações, por suspeita de espionagem | Foto: Beto Barata/Agência Brasil

O ex-presidente da República Michel Temer (MDB) é o mais novo contratado do gigante de tecnologia chinês Huawei, informou o jornal O Globo, no domingo 17. A entrada do emedebista é uma tentativa de facilitar à empresa sua participação no leilão do 5G no Brasil, com realização prevista para o primeiro semestre deste ano. Isso porque Temer e Bolsonaro mantêm boas relações. Conforme noticiou Oeste, a Huawei é suspeita de espionar consumidores a mando do Partido Comunista da China. Suécia, França, Reino Unido e Estados Unidos já baniram a estatal das telecomunicações. Em Portugal, um movimento de empresários prometeu boicotar a atuação da empresa.

Leia também: “O 5G chinês é uma arma de espionagem”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. E ainda tem gente que não acredita na participação de políticos da esquerda na estratégia do PCC chinês para controlar a vida dos brasileiros e do país.

    1. Espero, EM DEUS, que nosso Presidente NÃO compactue com esse descalabro, permitindo a INVASÃO dessa PRAGA em nosso País e se esquecendo de mais uma de suas tão caras promessas de campanha: a luta contra o intento do “grande dragão” de ENGOLIR nossa Economia (como faz, aliás, com todas as nações e respectivas Economias a que tem acesso!!)! AMÉM.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês