Michel Temer vai trabalhar para a Huawei

Ex-presidente atuará como lobista do gigante de tecnologia chinês
-Publicidade-
Suécia, França, Reino Unido e EUA baniram a estatal das telecomunicações, por suspeita de espionagem
Suécia, França, Reino Unido e EUA baniram a estatal das telecomunicações, por suspeita de espionagem | Foto: Beto Barata/Agência Brasil

O ex-presidente da República Michel Temer (MDB) é o mais novo contratado do gigante de tecnologia chinês Huawei, informou o jornal O Globo, no domingo 17. A entrada do emedebista é uma tentativa de facilitar à empresa sua participação no leilão do 5G no Brasil, com realização prevista para o primeiro semestre deste ano. Isso porque Temer e Bolsonaro mantêm boas relações. Conforme noticiou Oeste, a Huawei é suspeita de espionar consumidores a mando do Partido Comunista da China. Suécia, França, Reino Unido e Estados Unidos já baniram a estatal das telecomunicações. Em Portugal, um movimento de empresários prometeu boicotar a atuação da empresa.

Leia também: “O 5G chinês é uma arma de espionagem”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.