-Publicidade-

Ministério da Justiça arrecada R$ 9,5 milhões com venda de bens apreendidos do tráfico

O dinheiro será destinado à manutenção das forças de segurança do país e a programas de combate ao crime organizado
Sede do Palácio da Justiça, em Brasília | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
Sede do Palácio da Justiça, em Brasília | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

O dinheiro será destinado à manutenção das forças de segurança do país e a programas de combate ao crime organizado

Sede do Palácio da Justiça, em Brasília | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

Em menos de um ano, o Ministério da Justiça e Segurança Pública arrecadou quase R$ 10 milhões com a venda de mais de mil bens apreendidos de traficantes de drogas.

Foram realizados pela pasta 26 leilões em nove Estados.

A partir de agora, o montante será destinado a programas de prevenção ao uso de entorpecentes, de combate ao tráfico e à manutenção das forças de segurança em todo o Brasil.

Em síntese, a ação faz parte de um dos projetos da Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas. Além disso, contribui para a destinação de recursos ao Fundo Nacional de Drogas.

Cerca de 40% do valor arrecadado nos leilões, ademais, será entregue aos policiais que apreenderam os bens. O recurso pode ser utilizado para compra de equipamentos e para apoio estrutural.

Bens

Os itens mais comprados no leilão foram caminhões, motos, carros, embarcações e joias.

Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná somaram, juntos, o maior montante em compras: R$ 4,6 milhões.

Enquanto isso, Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo e Rio de Janeiro adquiriram R$ 3,6 milhões em bens.

Mato Grosso arrecadou, em dois leilões, R$ 1 milhão enquanto Tocantins obteve R$115 mil.

Desde o início da pandemia de coronavírus, os leilões tem sido realizados virtualmente e são abertos a qualquer pessoa.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês