Ministério da Mulher não vai responder ao MPF sobre denúncias de tráfico infantil

No mês passado, a ministra disse que crianças de Marajó, no Pará, são submetidas a torturas e abusos
-Publicidade-
Damares, durante audiência pública na Câmara
Damares, durante audiência pública na Câmara | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) comunicou ao Ministério Público Federal do Pará (MPPA) que irá se reportar apenas à Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre as denúncias da ministra Damares Alves (Republicanos) sobre tráfico de crianças para o exterior.

No mês passado, durante um culto em Goiânia, a ex-ministra disse que jovens de Marajó são traficadas para o exterior, submetidas a mutilações corporais e a regimes alimentares que facilitam abusos sexuais.

-Publicidade-

O Grupo Prerrogativas, que reúne advogados e juristas de esquerda, pediu que o Supremo Tribunal Federal (STF) e a PGR tomem providências sobre as declarações de Damares. O ministro Ricardo Lewandowski, do STF, enviou para a Justiça Federal do Pará a representação do grupo.

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC) encaminhou, na sexta-feira 18, as informações enviadas pelo MMFDH à Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão no Pará e ao Ministério Público Estadual.

Ministério confirma denúncias de tráfico infantil

O MMFDH informou, dois dias depois das denúncias de Damares, que numerosos inquéritos foram instaurados para apurar uma série de “fatos gravíssimos” praticados contra crianças e adolescentes em Marajó. Segundo o ministério, são essas investigações que fundamentam as declarações da ex-ministra e senadora eleita.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Como é que o DENUNCIANTE “denuncia” uma DENÚNCIA para o MPF do Pará, sem pedir a bênção e nem abaixar as calças para Grupo Prerrogativas de “adevogádos” da eaquerda?

    Resultado: O denunciante cometeu o horrendo crime da denúncia e foi denunciado, claro!

  2. Ao invés de apurar e prender os culpados, a esquerda preferiu atacar a ministra que fez a denúncia.
    Bacana mesmo! É o poste urinando no cachorro.

  3. O engraçado é que os de direita sempre têm que provar tudo que denuncia. Os de esquerda, é só entrar com processo que está tudo bem e o STF ou TSE ou MPF aceita tudo sem qualquer questionamento.
    É PARCIALIDADE ESCANCARADA.
    Faz bem o Ministério da Mulher não responder.

  4. Em vez de procurar investigar é mais fácil “cuidar” da Damares. Ô raça de covardes em cargos públicos! E todos procuram holofotes em vez de trabalhar para o futuro das crianças.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.