Moro rompe com Arthur do Val: ‘Jamais dividirei palanque’

Podemos anunciou a instauração de um processo disciplinar para apurar a conduta do pré-candidato ao governo paulista
-Publicidade-
Sergio Moro repudiu as declarações de Arthur do Val
Sergio Moro repudiu as declarações de Arthur do Val | Foto: Willian Moreira/Futura Press/Estadão Conteúdo

O ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro disse na noite de sexta-feira 4 que repudia as declarações do deputado estadual Arthur do Val (Podemos). Na véspera, áudios vazados nas redes sociais mostraram que o parlamentar fez afirmações sexistas sobre as refugiadas ucranianas. “Jamais dividirei meu palanque e apoiarei pessoas que têm esse tipo de opinião e comportamento”, ressaltou o pré-candidato à Presidência, em nota. “Espero que meu partido se manifeste brevemente diante da gravidade que a situação exige.”

O senador Alvaro Dias (Podemos) também criticou a postura de Arthur do Val, que voltou ao Brasil nesta madrugada. “Nossa posição é de pedir à executiva nacional uma atitude urgente e rigorosa, de rompimento”, afirmou. “Não podemos conviver com o inacreditável. Porque é inacreditável alguém que postula ao cargo de governador de São Paulo dizer bobagens dessa grandeza.”

-Publicidade-

A presidente do partido, Renata Abreu, entende que as declarações do deputado são gravíssimas e inaceitáveis. “Não se resumem ao completo desrespeito à mulher, seja ucraniana seja de qualquer outro país”, salientou. “Trata-se de violações profundas, relacionadas a questões humanitárias, em um momento em que esse povo enfrenta os horrores da guerra.

Conforme noticiou Oeste, Arthur do Val foi à Ucrânia nos últimos dias para acompanhar de perto o conflito no Leste Europeu. Em meio à tentativa russa de controlar Kiev, o pré-candidato ao governo paulista encontrou tempo para descrever suas impressões sobre as mulheres ucranianas.

“Detalhe, hein, mano: elas olham”, afirmou o parlamentar, em mensagem enviada para um grupo de amigos no WhatsApp. “E vou te dizer: são fáceis, porque são pobres.”

Leia na íntegra as declarações de Arthur do Val

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

12 comentários Ver comentários

  1. Moro , Duval, Renan, MBL, são frutos de árvores semelhantes. Um sai do governo na época da maior crise sanitária com a maior pandemia de muitos anos, atirando, mentindo pois disse que iria provar os “crimes” e quando foi para a Polícia Federal prestar depoimento 10 dias depois, disse que não tinha nenhum crime para acusar o presidente. O outro, se aproveitou de uma tragédia humanitária para tomar dinheiro de idiotas via pix para junto com o dono do MBL o tal Renan, conhecer e se aproveitar do desespero e fragilidade humana em tempos de guerra. Vinhos da mesma pipa.

  2. Não votarei no Moro mas achei que ele ia subir um pouco nas pesquisas, já que o ‘Mamãe roubei’ está caindo… Mas parece que convocaram alguém para dar uma ‘facada’ dissimulada no ex-juiz, pois o ‘método Adélio’ seria arriscado…

  3. Pré-candidato ao governo paulista. Já é tempo de termos candidaturas independentes, sem serem indicadas por partidos. Semanas atrás, tivemos a invasão de uma Igreja católica por um vereador do PT. Inadmissível.

  4. Dias atrás Moro estava reclamando publicamente de uma pesquisa pra Governo de São Paulo em que não colocaram o nome desse moleque do MBL, agora ele reage como se desconhecesse quem esses moleques do MBL são. Uma pena o juiz que conduziu a maior operação anti-corrupção da história desse país não conseguir mostrar o mínimo de maturidade depois de ter largado o judiciário.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.