-Publicidade-

‘Não pedi para sair’, afirma Pazuello

General admitiu, no entanto, que o presidente Jair Bolsonaro está em tratativas de reorganizar a Pasta
Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello
Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello | Foto: Reprodução/YouTube

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta segunda-feira, 15, que não pediu para deixar o ministério e segue trabalhando normalmente. O general admitiu, no entanto, que o presidente Jair Bolsonaro está em tratativas de “reorganizar” a Pasta.

Pazuello explicou que vai deixar o Ministério da Saúde “um dia”, pode ser a “curto, médio ou longo prazo”. Ele disse que, quando o presidente tomar sua decisão, será feita uma “transição correta, como manda o figurino”.

Leia mais: “Médica Ludhmila Hajjar recusa Ministério da Saúde”

“Eu não estou doente, eu não pedi para sair e nenhum de nós, do nosso executivo, está com problema algum. Estamos trabalhando focados na missão”, destacou em coletiva virtual.

O ministro fez uma comparação com o mundo militar e disse que a manobra mais difícil é a “substituição em posição”, situação em que é necessário substituir a tropa “sem perder a impulsão ou a capacidade de defender”.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.