-Publicidade-

‘Ninguém me pressiona para nada’, diz Bolsonaro sobre vacinação

"Entre mim e a vacina tem uma tal de Anvisa, que eu respeito e não estão querendo respeitar", argumentou o presidente

“Entre mim e a vacina tem uma tal de Anvisa, que eu respeito e não estão querendo respeitar”, argumentou o presidente

Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro | Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste sábado, 26, que o início da vacinação no Brasil só vai acontecer após aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e que não cede à pressões.

Ele comentou sobre o fato de outros países, inclusive da América Latina, já terem iniciado a imunização.

Leia mais: “AstraZeneca faz testes com remédio para tratar a covid-19”

“Ninguém me pressiona pra nada, eu não dou bola pra isso. É razão, razoabilidade, é responsabilidade com o povo, você não pode aplicar qualquer coisa no povo”, disse durante passeio em Brasília.

Ele voltou a salientar que os laboratórios não querem se responsabilizar por reações adversas que possam vir a ocorrer com as vacinas.

“Entre mim e a vacina tem uma tal de Anvisa, que eu respeito e não estão querendo respeitar”, argumentou Bolsonaro.

O presidente também mencionou a assinatura uma Medida Provisória que liberará no ano que vem R$ 20 bilhões, inclusive, para aquisição e distribuição de imunizantes.

O governo já entregou o plano de vacinação ao Supremo Tribunal Federal, mas sem previsão de datas.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

21 comentários

  1. CORRETO PRESIDENTE! SOMENTE APÓS O SINAL VERDE DA ANVISA É QUE DEVE SER IMPLANTADO O ESQUEMA DE VACINAÇÃO, SEM OBRIGATORIEDADE!!!
    LAMENTÁVEL UM LABORATÓRIO NÃO SE RESPONSABILIZAR POR POSSÍVEIS DANOS FÍSICOS APÓS A VACINAÇÃO E, PIOR, VERGONHOSO PRETENDER QUE, EM CASO DE JUDICIALIZAÇÃO, O PROCESSO NÃO POSSA SER JULGADO NO BRASIL, SEGUNDO AS LEIS BRASILEIRAS!!!???

  2. E preciso analisar as declarações com lupa sem ideologias. Que a vacina só será aplicada com aval da Anvisa , sempre foi assim aqui no Brasil e ninguém questionou essa atribuição, pelo contrário: foi o Governo quem questionou a atuação da Agência. Tanto é que o Governo recentemente mudou seu discurso e disse que compraria “qualquer vacina aprovada pela Anvisa” em resposta à pergunta se compraria ou não a vacina chinesa. No caso dos laboratórios, já foi esclarecido por diversos cientistas do mundo inteiro e do próprio Governo que essa responsabilização é praxe em todas as vacinas por dois fatos simples de serem entendidos: primeiro é que se a Anvisa aprova , ela se torna responsável por essa análise. Segundo porque os laboratórios não podem se certificar acerca do transporte e armazenamento corretos feito pelo país comprador que podem comprometer a vacina. Ninguém está pressionando o Governo para comprar vacina sem aprovação da Anvisa, o quê se lamenta é o fato de que o país poderia ter feito outros memorandos de intenção com outros laboratórios e ter agora uma gama maior de fornecedores e não depender apenas da vacina de Oxford. Liberar os recursos para compra da vacina não é um favor nem uma atitude de mérito é uma obrigação funcional imposta pelo cargo. E como disse o Ministro Paulo Guedes (escolhido pelo Presidente) “a melhor ação contra a pandemia é a vacinação de toda população para a economia e o país voltarem ao normal.” A pressão a que se refere é creditada também a falta de divulgação de um plano de vacinação e não pressão pela vacina, que todos sabemos deve esperar a Anvisa.

    1. Júnior, devemos habitar dois universos diferentes, pq o que eu vejo diuturnamente é papo do Dória sobre vachina, STF metendo o bedelho, o Dino falando em importar vacina, mídia veiculando fakenews, se isso não é pressão….Ah, o seu comentário tb tem cara de pressão.

      1. Sei não, do jeito que as coisas andam, se qualquer um dos iluminados do STF falar, “deita, rola, pega, pula, corre, morto, polícia, “, o Bolsonaro obedece.

      2. Perfeito, Lúcio. A opinião parece de alguém mais preocupado em buscar as eventuais falhas para criticar e não alguém interessado em auxiliar num momento delicado. A decisão presidencial, infelizmente, independente de qual seja, e o Sr. Junior sabe disso, receberá o bombardeio tradicional da mídia lixo. Daí, a necessidade do Presidente ser cauteloso. Não só o ministro Paulo Guedes foi escolhido pelo Presidente, todos foram , e todos tem opinião. E todos são liderados pelo Presidente. Não será a opinião isolada do PG que prevalece. E o Ministério da Saúde tem outras opções, também . Além da Astra Zeneca, Pfizer, Moderna, Johnson. Está certo o Presidente. Hoje saiu uma notícia de um tratamento (não vacina), com muita chance de ser eficaz, da Astra Zeneca… Desculpem, mas comparar vacinação na America do Sul, com as da Europa e Estados Unidos, não dá !! Com certeza essas vacinas que estão citadas não são as de 1o. escalão. Qual vacina está sendo aplicada( em massa ) nos países latinos ? Notícia verídica ou fake ?? Complementando, não foi o Presidente que iniciou a politização da vacina. Desde o inicio da pandemia, Câmara, STF , Dória e outros tentaram acabar com o governo, mas não conseguiram. Essa foi a politização !!

      3. Perfeito. O importante entre nós é manter o diálogo aberto e produtivo aprendendo uns com os outros sem ofensas , como aqui se observa. Assim crescemos todos e ajudamos o Brasil a não voltar à escuridão petista.

      4. Não Lúcio. Habitamos o mesmo universo e torcemos para o mesmo time. O Presidente caiu na esparrela do Dória , uma briga desnecessária que privilegiou a campanha de 2022 antecipando-a . O meu temor é que essa argumentação toda se vire contra e traga os petistas de volta ao poder. Tenho chamado a atenção para que o PR não entre nessa briga com Dória, a briga dele deve ser com a pandemia e esquecer esse almofadinha.

    2. Junior, o problema é que no Brasil se judicialíza tudo e não faltarão Randolfes, OAB, e outros notáveis no saber jurídico para processar o governo federal, casa ocorram EVENTOS ADVERSOS GRAVES, que estes sim deveriam ser responsabilizados aos laboratórios desenvolvedores da vacina. Vão pedir danos pessoais, morais e não sei o que mais, e toda conta debitada ao Governo sai do bolso do contribuinte.
      Dai, penso que, com toda essa urgência que o STF quer estabelecer para datas de inicio e fim da vacinação, sem que qualquer laboratório tenha sequer pedido registro à ANVISA, e tampouco o provocador marqueteiro Doria concluído a terceira fase da pesquisa da sua mercadoria, que nossa SUPREMA CORTE deveria obstar antecipadamente quaisquer futuros processos indenizatórios contra o governo federal com essa motivação, dando a necessária segurança jurídica ao governo. O grande beneficiário seremos nós contribuintes, primeiro recebendo vacinas seguras e eficazes e depois, isentos de pagar vultosa conta que não nos coube responsabilidade.

      1. Concordo plenamente. Só defendo que o PR se afaste dessas armadilhas. Fique quieto e Trabalhe. Ele não deve antecipar a percepção da população. Deve fazer a parte dele e se afastar do disse-me-disse.

    3. E deve ser assim. Acredito que a maioria dos brasileiros quer a vacina, mas desde que ela cumpra todas as etapas necessárias p/ sua aprovação. Tudo aquilo que atropela fases importantes tem uma enorme chance de dar errado. Outra coisa que não se pode fazer é privar de direitos pessoas que não querem se vacinar, seja lá qual motivo ela tiver. As pessoas devem ter o direito de se vacinarem quando acharem que é seguro ou até mesmo de não se vacinarem.

  3. “Não pode ser feliz em um país que vive em guerra o tempo todo, um país que politiza todas as situações.” ATÉ VACINA.
    “Não é disso que o país necessita. O Brasil necessita de paz.”
    (Álvaro Alves de Faria)
    Mas o Presidente politizou o que não poderia politizar (a vacinação) e, assim, está cometendo um gravíssimo erro e dando margem a duras críticas – desta feita procedentes – dos seus opositores.
    Ficará muito ruim para o Governo Federal – politicamente, já que assim o assunto está sendo tratado – ver países latinos iniciando a vacinação em massa, começando a resolver a grave efeméride que assola o mundo, enquanto aqui se fala muito e se faz pouco.
    E lamento muito mesmo pelo erro estratégico do Presidente a quem continuo apoiando, mas não aquilo que na minha visão está errado.
    Deveria se espelhar em Trump que pressionou, investiu e agora está vacinando, até o final de dezembro, 20 milhões de americanos.
    Ainda dá tempo de corrigir.

  4. Resta saber quantas pessoas estão, de uns tempos para cá e neste exato momento, governando o País. Todo mundo manda. As ordens vêm de todos os lados.

    1. Concordo Lúcio. Por isso digo e é bom a gente ter coragem pra dizer que o JB não pode ficar caindo nessas armadilhas. Ele deve incentivar a vacinação; parar de brigar com a vacina; usar máscaras em público. Não custa nada , e a população segue o líder através dos exemplos. É simples.

  5. Uma coisa é certa. O nosso presida precisa neste momento atuar-nesta guerra contra a epidemia e epidemicos já mapeados e mensageiros do golpe frustrado- numa versão “paz e amor ” , já que tudo bem fez até AQUI, e nós não fomos às RUAS- SOMENTE RESPONSABILIDADE DO POVO e não do poder executivo- fazer a prestação de contas com o LEGISLATIVO brasileiro, que nós trai atrapalhando o país, pela PRISÃO em SEGUNDA instância e fim do foro privilegiado.
    Apartar o congresso brasileiro do STF só a nós compete.
    A governabilidade, com o CONLUIO genocida combinado na revolução comunista de 88, ficou impossível nos últimos 32 anos.
    Dá até saudades da DEMOCRACIA MILITAR.

  6. Enquanto se discutem isso e aquilo, temos notícias de mais carregamento da tal vachina chegando, totalmente indiferente a essas discussões bizantinas. Ontem mesmo chegou um novo carregamento e na segunda feira está previsto outro, bem maior. Dória trabalha em silêncio. Enquanto o presidente fala mais que camelô na praça.

  7. Como os chineses têm visão apenas comercial! Seu POVO não está sendo preferenciando para serem imunizados! Tudo vendido, e caro, para o Dória.
    E quase ninguém morrerá de covid-19 naquela pocilga comunista; baita sorte.
    Admirável MUNDO Novo, autor Aldous Hurley
    Pelo menos transformarão petralhas “cognição ZERO” em bestas ambulantes. Como prêmio à “resistência ” hipócrita, implantada a 2 anos e anunciada pelo “poste”, a genética desses incognitivos seres abjetos, será condutora desses vagabundos ao trabalho escravo leninista.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.