‘Ninguém tem que correr para atender a Globo’, diz presidente

Afirmação de Bolsonaro tem a ver com horário de divulgação de dados sobre a covid-19 no Brasil
-Publicidade-
Presidente Jair Bolsonaro: críticas à TV Globo | Foto: WILSON DIAS/AGÊNCIA BRASIL
Presidente Jair Bolsonaro: críticas à TV Globo | Foto: WILSON DIAS/AGÊNCIA BRASIL | bolsonaro - globo - covid-19 - coronavírus - bonner - jornal nacional

Afirmação de Bolsonaro tem a ver com horário de divulgação de dados sobre a covid-19 no Brasil

bolsonaro - globo - covid-19 - coronavírus - bonner - jornal nacional
Presidente Jair Bolsonaro: críticas à TV Globo | Foto: WILSON DIAS/AGÊNCIA BRASIL

Com a mudança do horário de divulgação do relatório diário sobre a situação do país diante da pandemia da covid-19, o presidente da República, Jair Bolsonaro, avisou que o governo não deve trabalhar visando a agradar um único veículo de comunicação. A declaração dele, realizada na noite desta sexta-feira, 5, teve um alvo: a Rede Globo de Televisão.

-Publicidade-

Leia mais: “Brasil pode deixar a OMS”

“Ninguém tem que correr para atender a Globo”, disse Bolsonaro ao ser questionado por jornalistas. A afirmação do presidente tem relação com o novo horário adotado pelo Ministério da Saúde para expor os dados atualizados de cada dia a respeito da situação do novo coronavírus no país. Do começo dos trabalhos até o início desta semana, a ação era realizada por volta das 19 horas. Desde a última quarta-feira, 3 de junho, o anúncio passou para as 22 horas.

O novo horário faz com que o Jornal Nacional, da TV Globo, não consiga mais divulgar os dados do dia. No ar há 50 anos, o produto jornalístico da emissora carioca vinha destacando minutos de cada edição para mostrar o avanço do novo coronavírus no Brasil.

Dados consolidados

Após perguntar aos jornalistas presentes ao Palácio da Alvorada nesta noite se a “matéria do Jornal Nacional” havia sido encerrada, o presidente da República garantiu que a mudança de horário do balanço da covid-19 ocorre baseada em decisão técnica. Ele falou, por exemplo, da metodologia aplicada pelo Ministério da Saúde.

“É para pegar os resultados mais consolidados e tem que divulgar os mortos do dia. Ontem, os mortos eram de dias anteriores. Se quiser, faz um consolidado para trás, mas tem que mostrar os mortos do dia”, disse Bolsonaro, de acordo com a Agência Brasil.

O presidente demonstrou não estar sozinho nessa argumentação. Posteriormente à declaração no Palácio da Alvorada, o Ministério da Saúde divulgou nota a esse respeito. Entre outros pontos, avisa que, eventualmente, precisa checar alguns dados enviados pelas secretarias estaduais.

“Ajustar a divulgação dos dados”

“Desta forma, o Ministério da Saúde tem buscado ajustar a divulgação dos dados, que são publicados diariamente na plataforma covid.saude.gov.br”, pontuou a pasta. O órgão indica, assim, que os números continuam a ser atualizados e divulgados publicamente na internet.

Globo se posiciona

Mencionada por Bolsonaro na conversa com jornalistas, a TV Globo divulgou nota. Embora não tenha criticado diretamente o presidente, a emissora afirmou que o público compreenderá se o governo está agindo certo ao mudar o horário de divulgação dos dados relacionados à covid-19. Consequentemente, o canal defendeu o tipo de conteúdo que busca exibir na televisão. A saber, o posicionamento foi publicado no site G1 e lido por William Bonner durante a edição do Jornal Nacional.

O nome do âncora, aliás, chegou a figurar na lista de termos mais comentados no Twitter nesta noite. Após o novo balanço ser divulgado, Bonner entrou ao vivo, por meio do Plantão Globo. Durante pouco mais de um minuto, ele destacou os novos números da pandemia no Brasil. “Dissemos que vocês [telespectadores da TV Globo] teriam esses números assim que fossem anunciados e estamos aqui cumprindo o que nós dissemos”, afirmou o apresentador — e editor-chefe — do Jornal Nacional.

A nota da TV Globo

O público saberá julgar se o governo agia certo antes ou se age certo agora. Saberá se age por motivação técnica, como alega, ou se age movido por propósitos que não pode confessar mais claramente. Os espectadores da Globo podem ter certeza de uma coisa: serão informados sobre os números tão logo sejam anunciados porque o jornalismo da Globo corre sempre para atender o seu público.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

17 comentários Ver comentários

  1. Agradeço à Oeste por tornar cada vez mais dispensável sequer pensar na existência desta emissora canalha.
    Aproveito pra sugerir uma coluna pro Caio Copolla. Esse rapaz dá surras homéricas nos incompetentes com quem debate na porcaria da CNN.
    Seria um grande reforço neste time de craques.

  2. Já faz um bom tempo que a #GloboLIXO não entra mais na minha casa. Mas eu fico me perguntando como é que o Presidente Bolsonaro autorizou ( não sei se é prerrogativa dele) a concessão da CNN Brasil. Porque se trata de uma nova versão da #GloboLIXO, pelo menos no que diz respeito ao jornalismo. O único que se salva ali é o Coppolla. É revoltante ver Daniela Lima, Monalisa Perrone, Molica, Renata Agostini e demais coleguinhas . Até o William Waack virou a casaca. Tudo porque a matriz americana é de esquerda. Até a Cristiana Amampour só entrevista quem é contra o Trump e o Bolsonaro. Nem sequer se preocupou em investigar quem é o ortopedistazinho político Mandetta.
    Está na hora de trazer a Fox News para o Brasil.

  3. A submissão das pessoas aos interesses da Globo sempre foi uma das anomalias deste país. Os jogos de futebol começando às 21:00 horas, após as novelas, obrigam os coitados dos torcedores a chegarem em casa de madrugada, comprometendo a segurança e o descanso de quem frequenta os estádios.

    1. Antes de se preocupar com o novo horário determinado pelo Governo, a Globo deveria se preocupar com a sua credibilidade que não mais existe.

  4. Já tava na hora do MS corrigir isso. Pegavam dados de 1 semana atrás que os Estados forneciam com atraso, e ficava como se houvesse morrido mais de 1K pessoas nas últimas 24h, e essa não é a realidade.

  5. Tudo era movido sob horário ou de novela ou de jornal Nacional da rede Globo. Futebol, carnaval, pronunciamentos oficiais etc.. Creio que já estamos nos despreendendo dessa influência, por vezes nefasta.

  6. Eu assisti a entrevista e ADOREI A POSTURA DO PRESIDENTE, ele estava bem humorado ontem!! A Globo acha que ainda manda no governo federal. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  7. Como podemos confiar nas informações da Globo e CNN que considerem “o grupo” como democrático, classificado por Trump de terrorista, cujo membros semeiam a destruição do patrimônio público e ceifam vidas de forma silmutânea em 3 países como EUA, Brasil e Chile ? Há muito tempo que em casa não ligamos nem Globo nem CNN que nos EUA já virou há muito tempo motivo de piada.

  8. A postura dessa “organização”, que atua em rede de maneira intensa, descabida e desesperada contra o Governo, tornou-se nitido caso de ATENTADO À SEGURANÇA NACIONAL, vez que tenta jogar a Nação num conflito que já se mostra claro na atuação dos TERRORISTAS glamourizados pela família detentora do quase monopólio da comunicação no Brasil.
    Fiquemos atentos…

  9. Qual o problema em anunciar o número de mortos (e outros dados) no dia seguinte? O interesse é somente da Globo, que fica esticando o assunto com pavorosas e tendenciosas colocações. Se o interesse dela é massacrar o governo, o meu interesse, contrariamente, é ter informações serenas, isentas e úteis.

    1. Iacho que a questao tecnica apresentada pelo ministério da saúde é pertinente e a Globo não precisa ficar chateada. Nada impedirá a Globo em continuar sua saga contra Bolsonaro tentando derrubar o presidente legitimamente eleito

      1. O boneco todo maquiado como uma dondoca ferida,só vi porque a oeste mostrou caso contrário a minha TV como tem o canal bloqueado pois entrou lixo no canal da globo não poderia assistir.

    1. A rede Globo, acostumou a ter os órgãos governamentais a sua disposição. O futebol só começava depois da novela, os pronunciamentos sempre antes do jornal nacional, as autoridades sempre prestativas a este canal. Agora, chegou a hora da mudança. Vão precisar se acostumando. É melhor Jair se acostumando

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.