Nível raso

Não pode haver momento pior para o Supremo Tribunal Federal e o presidente da República estarem dando esse show
-Publicidade-
J. R. Guzzo: "A Justiça, em geral, nunca está entre as instituições que a população menos respeita. No Brasil o Supremo vai para o pódio" | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
J. R. Guzzo: "A Justiça, em geral, nunca está entre as instituições que a população menos respeita. No Brasil o Supremo vai para o pódio" | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

(J. R. Guzzo, publicado no jornal O Estado de S. Paulo em 1º de agosto de 2021)

No bate-boca de rua em que se transformou o atual debate entre o presidente Jair Bolsonaro e o Supremo Tribunal Federal, e que a cada dia fica com mais cara de bate-boca de rua, a saída mais adequada parece ser a que menos interessa às partes. Há um conflito de forma e de fundo, mais gritaria do que argumento e um rancor crescente entre os dois lados — elementos que recomendam, com urgência, uma baixada geral de bola. Largada a si própria, a rixa não tem altas chances de curar-se sozinha; ao contrário, só tende a piorar de nível. A única saída viável é dar, como recomenda em editorial O Estado de S. Paulo, um tratamento institucional à questão, sem exclamações ou respostas exageradas que só contribuem para aumentar o calor sem aumentar a luz — e, no fim das contas, só ajudam mesmo aos que querem vandalizar as instituições.

Essas instituições, como é do conhecimento até das crianças de dez anos de idade, estão transformadas na visão do público num pano de estopa — da anulação de todos os processos penais contra Lula à aprovação do “fundão eleitoral” de quase R$ 6 bilhões, da liquidação da Lava Jato a uma CPI dirigida por Renan Calheiros, da absolvição sistemática dos corruptos aos salários de sultão do alto funcionalismo, não sobra quase nada na democracia brasileira que mereça o respeito da população. Não pode haver momento pior, portanto, para o Supremo Tribunal Federal e o presidente da República estarem dando esse show; se um lado acha que vai exterminar o outro, os dois vão acabar, na prática, ficando cada vez mais desmoralizados aos olhos dos cidadãos que pagam o seu sustento.

-Publicidade-

Não é normal, é claro, que o presidente da República chame um ministro do STF de “idiota” em público; simplesmente, não tem como uma coisa dessas ser normal. É incompreensível, ao mesmo tempo, que a mais alta Corte de Justiça do País se comporte de forma a tornar-se uma das entidades mais odiadas da sociedade brasileira. Como se chegou a isso? A Justiça, em geral, nunca está entre as instituições que a população menos respeita. Esse papel é reservado, pelo mundo afora, aos políticos, aos banqueiros e aos vendedores de carros usados. No Brasil o Supremo vai para o pódio. Como pode? Isso dá a oportunistas de todo o tipo o ambiente ideal para a promoção da demagogia, da desordem e das ditaduras.

Na última vez em que saíram na mão, presidente e STF se meteram numa dessas discussões impossíveis que têm tudo a ver com baixa política e nada a ver com lógica. Bolsonaro acusa o STF de ter excluído o governo federal do combate à covid. O presidente do STF diz que isso é uma mentira que não se transformará em verdade nem se for repetida mil vezes. Não se vai, é óbvio, chegar a lugar absolutamente nenhum quando o debate é colocado num nível tão raso. O STF não proibiu o presidente de cuidar da covid; ao mesmo tempo, decidiu que a autoridade federal não podia contrariar nenhuma decisão dos Estados e municípios. A quem estão querendo fazer de bobo? Ficou de um jeito que qualquer dos lados pode dizer o que bem entender, de hoje até o fim da vida. Foi água turva direto na veia.

“O STF tirou poderes do governo federal na pandemia? Veja o que dizem os juristas” 

Há uma porção de entreveros de qualidade tão baixa como esse da covid. O principal deles é o do voto “impresso” — ou da adoção de um sistema de votação e de apuração que possa ser verificado fisicamente. O presidente diz que vão roubar o resultado da eleição, sem dizer quem. O STF, por seu lado, não conseguiu até agora dar uma única razão séria para a sua recusa absoluta em sequer discutir a questão. É uma confusão contratada — e que, como tudo o mais, teria de ser resolvida pela via institucional. Não está sendo.

Leia também: “Quem quer dar o golpe?”, artigo de J. R. Guzzo publicado em Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

56 comentários

  1. Eu já tenho a minha saída viável: às favas com o STF, suas inseguranças jurídicas criadas para proteger sabe-se lá quem. À primeira vista, o ex-presidente Luis Inácio. Mas tudo aponta para muito mais…
    Mandem todos embora e deixe o País ser governado por quem a população elegeu. Executivo e Legislativo.

    Ministros do STF são indicados por Presidentes para exercerem cargos até o limite, 75 anos.

    Que venha a PEC da Bengala (que está na mira da Pres da CCJ, Bia Kicis) e muitos sairão mais cedo.

    1. Concordo com você caro Heitor! O Guzzo de tantas crônicas brilhantes, nesta deu um imenso vexame, nível raso foi o seu comentário Sr. Guzzo.
      Ao mencionar um editorial do jornal O Estado de S. Paulo, me pareceu que o fez por dinheiro, esperava muito mais do senhor.

      1. Meu Caro, com tristeza, devo concordar com sua análise.

  2. Me desculpe Guzzo!
    O STF jogou o país na lama e agora vc coloca o presidente como um dos protagonista desta bagunça toda. Não concordo com a sua opinião.

    1. Exatamente isso! O presidente da república, que diga-se de passagem, também não é lá flor-que-se-cheire, nesse caso particular foi desde o início seu governo provocado por uma instituição que dizem só agir sob provocação ou seja virou tudo às avessas e isso tudo se deve a essa desgraça que se abateu sobre o país que foram os desgovernos do PT ao nomear esses amadores todos que estão neste tribunal atualmente que acabou por se transformar em mais um puxadinho dos partidos da esquerda ou vice versa, não entendo mais nada do que está acontecendo nessa merda de país.

    2. Ah, tá. O cara só aparece na tv pra xingar. Colocou augusto aras a PGR, indicou Nunes Marques ao STF, desestimula a vacinação e acusa de fraude o sistema eleitoral sem apresentar provas (três anos nessa novela e até então nada). Sim, amigo, ele é um dos atores dessa bagunça sim! Deixa de ser baba ovo

  3. Já passou o tempo desse discurso “deixa disso, vamos resolver civilizadamente”.
    O presidente está apenas reagindo ao STF, que desde o primeiro dia de governo vem provocando e cometendo arbitrariedades impensáveis, a começar pelo desrespeito da Rosa Weber em entregar uma constituição ao presidente no dia da posse, achei aquilo um absurdo e muito provocador, não teve um dia sem o STF se posicionar fora do processo e tomar medidas para enfraquecer o governo e os seus apoiadores.
    Existem limites, sei que deve ser difícil para um ministro do STF entender isso, mas existem e assim como existem limites, existem consequências.

  4. Guzzo, se nas suas palavras

    “A única saída viável é dar, como recomenda em editorial O Estado de S. Paulo, um tratamento INSTITUCIONAL à questão…”
    e
    ”Essas INSTITUIÇÕES, como é do conhecimento até das crianças de dez anos de idade, estão transformadas na visão do público num pano de estopa…”

    como ficamos?
    Panos de estopa podres não servem, meu caro!

  5. O STF aceitou entrar indevidamente na arena política. Como uma Corte que deveria ser composta por gente honrada, sensata, com sabedoria profunda e jungida pelos raios de Luz, como conselheira e apaziguadora democrática. Mas sua balança é cheia de mistérios e tem medidas e pesos falsos. Aceitou baixar de nível quando deveria manter a imagem de guardiã da CF e das leis menores, por tabela. Deveria usar o protocolo e ritual oficial de manter a gramática forense sem atropelos e responder aos ataques com o pragmatismo de juizes imparciais e justos. Poderia revelar humildade dando lições: “o povo brasileiro não precisa se preocupar. O TSE e o STF estarão atentos e saberão conduzir as eleições e analisar todos os defeitos que poderão aparecer na jornada. Sem esquecer que o sistema político-partidário poderia avançar e evoluir, desde que sejam aprovadas leis que regulamentem a transparência e o melhor para todos”. Assim, deixaria o campo de batalha para quem quisesse, pois a qualquer momento poderá julgar impugnações e processos surpreendentes, mas om categoria. Espero que o Fux entenda que ele não manda mais nada no STF e sua fala dependerá de seu curriculum como juiz de carreira e tem a obrigação de não entrar também numa briga de bêbados na esquina. Alguns membros do STF merecem um puxão de orelhas e aceitar que é prioritário alterar também o sistema de indicações de seus membros.
    Ui, resumi demais.

  6. Guzzo, o jornal O Estado de São Paulo envergonha a família Mesquita e são hoje sindicalistas rasos. Assinei a Oeste como contraponto a uma imprensa que nem viu o povo brasileiro nas ruas hoje. O Guzzo de tantos artigos brilhantes foi infeliz hoje.

  7. Peço licença ao mestre Guzzo para discordar da sua interpretação do cenário. O que está claro para o público é que o STF se apossou de um papel que não é seu, na cena política. Desde a libertação do Lula (e ações derivadas), até a intromissão autoritária, contundente, onipotente, insustentável e inexplicável, no debate sobre o direito do cidadão se certificar da lisura no processo através do qual seus representantes são escolhidos. O presidente é apenas a pessoa de maior visibilidade que assumiu, como político que é, as causas que, essencialmente, são causas que afligem diretamente os eleitores e o povo em geral. Já o STF não deveria nem a ser citado como parte em conflitos desse tipo, pois não tem qualquer procuração direta ou indireta (na Constituição) para fazê-lo. É essa a absurda anomalia que precisa ser exposta, condenada e sanada. E acho que será, de uma forma ou de outra. O Brasil não vai assistir passivo acontecer aqui o que aconteceu na Venezuela e nos EUA, acredito eu. Somos todos parecidos, mas não iguais. O tiroteio de palavras, claro e honesto poderá, pelo contrário, nos salvar de algo ainda pior.

    1. Por favor Guzzo!!!! E esse bate boca de rua que você fala é exatamente o que o nosso Presidente faz para o bem da população. De que adianta os ” vossas excelências” da vida. O Barroso é um idiota mesmo.
      E por favor, NÃO ME VENHA FALAR DE “O ESTADO DE SÃO PAULO”.
      Agora você vai começar a inventar críticas ao Presidente também???? Já não basta toda a grande mídia bater todo dia? É melhor descer do muro Guzzo. Que decepção!

  8. Eu vejo uma analogia entre o uso de um ministro do STF, com uma caneta na mão, para garantir que o presidente Bolsonaro não se reeleja, e o uso de um militante de baixo escalão, com uma faca na mão, para garantir que o candidato Bolsonaro não se elegesse. Essa tem sido a luta do presidente desde 2018. Como o próprio mestre disse naquele ano, não é um duelo de cavalheiros, é uma briga de rua.

  9. Revista oeste virou puxadinho do editorial o estado de s. paulo?
    Guzzo, qual saída institucional seria essa, calar a boca e se colocar de 4 para ser violentado pelo ESSITÊEFIII, câmara e senado?
    Precisa realmente dizer quem são os ladrões manipuladores do voto do povo?
    Outra, idiota seria o menor dos adjetivos merecido pelos ministrecos.

    ESTAMOS COM O PRESIDENTE, PELA VIDA OU PELA MORTE!!!!!!

      1. Tmj Rafael 🤝🏾, muitos isentões testam a nossa inteligência, nossa capacidade de pensar e entender o momento e os porquês que movem aqueles que remam contra a nação.

  10. Guzzo vc nesta foi muito mal.
    Esse STF comportando como bandidos, não tem chances de panos quentes.
    Elegemos Bolsonaro para nós defender, e dentro do possível o tem feito muito bem.
    Temos congressistas traidores e praticantes de mal feitos, ou mesmo somente interesseiros, que estão ali para defenderem conglomerados e a si próprios.
    Não votamos nesses morcegos, e da forma como atuam, tudo o que a eles interessa é suspeito à princípio.
    Lutamos pelo voto AUDITAVEL na esperança de limpar as casas legislativas, como votamos em Bolsonaro pra qualificar esse STF, dentre tantos objetivos como desaparelhar o estado corrupto.
    Vai torinho..
    Vai torinho…!!!

  11. PODER QUE NÃO EMANA DO POVO E É NOMEADO POR CORJAS EM PROL DE CORJAS, PELO POVO DEVE SER DESTITUÍDO.

    É SÓ MUDAR O ARGUMENTO NAS RUAS, QUE A FAXINA ACONTECERÁ.

  12. Infelizmente tenho que concordar com a maioria dos comentários, houve um excesso do Guzzo em passar pano pro STF, este esta se metendo na área política, dando voz a partidos pequenos que perdem no debate e votações na Camara e no Senado. Quem foi eleito para debates, votações e elaboração das leis são os congressistas, por outro lado o Executivo deve efetuar o seu trabalho sem intromissão de outros poderes. O ativismo judicial só atrapalha o cenário político. Essa Ditadura da Toga é uma distorção no cenário brasileiro. O presidente esta sendo tolhido de suas atribuições de forma vil e nefasta. Esses representantes do PT e sua turma soltaram um presidiário, tonaram ele ficha limpa e lutam descaradamente pela manutenção da Urna “Caixa Preta”, então fica claro quem esta errado nesse contexto.

  13. Mestre Guzzo, permita-me discordar do seu ponto de vista. Exigir do Presidente um diálogo institucional, quando os demais Poderes não o adotam, é bonito no papel, mas inviável no mundo real. Aprendi que não se deve provocar, mas também que a resposta tem que ser à altura da ofensa. Desde a posse esse governo vem sendo ultrajado por ações e palavras pelos ministros do STF. Ou ser chamado de genocida e assassino é menor do que chamar sua excelência de imbecil? Os atuais ministros do STF há muito deixaram de comportar-se como a mais alta corte de justiça do País. Transformaram-se em puxadinho de partidos de esquerda e agem como agentes políticos. Não se deve respeito à quem não se respeita.

  14. Guzzo, nosso grande Guzzo, dessa vez fora do tom. Bolsonaro só se recusa a ser capacho desses Canalhas do STF. E o voto tem que ser auditável como tudo o mais na vida.

  15. Guzzo, como se diz na gíria interiorana, você “chutou um cupim” de 2 metros de altura. Não há a menor possibilidade de diálogo com esse time composto por 9 urubús e 2 bruxas. O Roberto Jefferson está certíssimo, tem que ser tirados de lá a pescoção. E é isso que não demora a acontecer. Oremos!

  16. Decepção Guzzo… Forçando a barra para a “imparcialidade”?
    A tentativa de melar o jogo é do STF + alguns outros escroques do legislativo + imprensa sem tetas.
    O povo está vendo tudo!
    Não estou entendendo.

  17. Guzzo, lamentável seu texto. Está com medo do STF? É visível a interferência do judiciário no executivo e você tenta imputar a culpa ao presidente. Realmente a coisa é mais séria do que se imagina. Só resta realmente bom senso à população….

  18. Ótimo artigo! É o ponto nevrálgico dele é o “Centrao”, uma classe de políticos que FAZEM leis, que PODEM mudar toda a constituição. Por que “nevrálgico”? Está muito mais para um ponto de dor ciática (quem já experimentou o que seja entende que tipo de dor seja esta) ou a uma fratura exposta de fêmur. O “Centrão” é a maior nulidade política, a maior malandragem, o próprio roubo no bolso de cada miserável que tem de pagar seus impostos. Uns irresponsáveis, negligentes por convicção, merecedores das melhores condenações judiciais (redundância?) por serem tão anti patrióticos, tão fingidos.

  19. Não me preocupa o Bolsonaro sair em 2023 ou 2027, obviamente não entrando nenhum esquerdista na sucessão. Um esquerdista pode tentar ser permanente. A maior preocupação é a composição do STF que ficará até os urubus completarem 75 anos. Isso realmente é grave. Fachin, Gilmar, Toffoli, Moraes, Fux, Cássio, Barroso e Carmen ficarão eternos 10, 15 ou 20 anos e isso preocupa demais.

  20. CARO SENHOR GUZZO, O BARROSO PODERIA TER CHAMADO O PRESIDENTE DE GENOCIDA EM UMA CONFERÊNCIA INTERNACIONAL ? O NOSSO SUPREMO, DIGO, SUPREMO DELES MERECE RESPEITO POPULAR ? POR QUE O PRESIDENTE QUE RESPONDE PELO POVO NÃO PODE REBATER QUEM PROÍBE DE PRENDER TRAFICANTE QUE MANDA SOLTAR TRAFICANTE PRESO E NÃO QUER TRANSPARÊNCIA NO VOTO ? FICOU GAGÁ ?

  21. Concordo integralmente com a opinião de Guzzo, a situação cada vez mais abaixa o nível da discussão; e por quê?
    Será porque não existem argumento válidos por parte do Governo Federal quanto às arbitrariedades do STF em perseguir e prender seus desafetos simplesmente, também não existem argumentos quanto às medidas “concorrentes” dos Estados e Munícios que deram a esses primazia sobre as determinações do Governo Federal, contra todas as intervenções em ações e atos do Governo Federal às Petições dos partidos de esquerdas e parte de alguns de seus membros, as aberturas de inquéritos absolutamente anticonstitucionais pelo STF para coagir brasileiros que defendem a livre expressão, a liberação de criminosos para fazer frente ao Governo, e por último à insegurança de algo tão importante para Democracia que impede qualquer tipo sério de auditoria?
    Me parece que Guzzo, embora “politicamente” correto, parece que não enxergar a situação real do que poderia ser apenas uma distopia.
    A pergunta é: Se nós, o Governo, ficar na diplomacia, será que parte do Congresso e o STF, sem contar a imprensa, os artistas, os servidores públicos, os sindicados, os docentes doutrinadores, os corruptos, marginais e traficantes, irão, cada qual, se ater aos seus quadrados e passa a trabalhar com retidão prol o Governo contrário à corrupção que ora está em curso?
    Me parece que carece de realidade o que Guzzo reclama, deixamos ir acontecendo em mais de 25 anos de socialismo com parte dos terroristas retornados ao País por conta da Lei da Anistia, e agora? Fazer o que? Lhes entregar flores na expectativa de receber em troca outras tantas?

  22. A matéria de hoje , esta fora de propósito, não há como ser civilizado com este STF, começa que se metem aonde não devem , não respeitam instituições , não respeitam A constituição, os 3 milhões de pedidos para avaliar o Alexandre Moraes, foi parar aonde? Aquilo lá é uma máfia.
    Como aceitar que um ministro do STF vá a plenário cooptar votos para a manutenção de um sistema de votação falho? cadê a independência entre os poderes? É UM DESRESPEITO SÓ. Como ser civilizado e ser agredido o tempo todo. Esta pedindo demais Sr. Guzzo.

  23. LAMENTO MUITO ESSE ARTIGO DO SR GUZZO. SUA ANÁLISE DEMONSTRA UM ARRAZOADO TENDENCIOSO FAVORÁVEL APENAS A UMA DAS PARTES. SERÁ QUE UM JORNALISTA DO SEU QUILATE NÃO ENXERGA QUE O STF NÃO GOZA DE CREDIBILIDADE JUNTO A GRANDE PARCELA DA NOSSA NAÇÃO???? FICO A PENSAR QUAL TERÁ SIDO O OBJETIVO DESSA SUA MANIFESTAÇÃO, VEICULADA EM UM JORNAL QUE TEM DEMONSTRADO, ULTIMAMENTE, VICERALMENTE POSIÇÕES RADICALMENTE CONTRÁRIAS `A TODAS AS AÇÕES DO GOVERNO DO PRESIDENTE JAIR BOLSONARO ? FIQUEI DECEPCIONADO!!!

  24. A PF diz ao TSE que não há como comprovar o caminho entre o clique do voto e a impressão do BU ao final do dia de votação. Aí o colunista, pra fazer um afago no Estadão, diz que o Presidente, junto com o STF estão dando um Show? É isso!

  25. Caro mestre Guzzo, não te entendo chamar de bate boca de rua a fala de Bolsonaro ao atacar o iluminado Barroso. Eu assinante da revista oeste por tua orientação, bons jornalistas dessa revista e grande parte da população estamos tão contrariados como Bolsonaro. Mais incrível ainda é você sugerir como saída, a orientação institucional a questão de EDITORIAL DO ESTADÃO. Parece que não lê os EDITORIAIS do Estadão desde 2018, na campanha de ódio ao candidato e posteriormente ao governo Bolsonaro. Lamento, pois ainda considerava restar no Estadão dois bons jornalistas, Carlos A. Di Franco e J.R.Guzzo, e eventuais artigos do grande jurista Ives Gandra Martins. Que decepção tive com tua opinião sobre o voto impresso exatamente igual ao desse Barroso, sim aquele pacifico, educado e notável ministro que assim se manifestou no plenário do STF ao vivo com seu coleguinha Gilmar Mendes: “você é uma pessoa horrível, uma mistura do mal com o atraso e pitadas de PSICOPATIA”.
    Afinal, não é crime de interferência em outro poder o envolvimento desse NOTÁVEL contatando com lideranças políticas para mudar a até então bem sucedido aprovação da PEC do voto impresso da deputada Bia Kicis?. Será que essa gente e nem você conseguem imaginar os graves conflitos que poderemos ter com a eleição não transparente do condenado Lula para voltar a destruir o pais?.

  26. Está faltando ao STF, respeito à constituição e responsabilidade para com o Brasil. Os togados enlouqueceram e ultrapassaram todos os limites, estão agindo como um verdadeiro partido radical socialista. Já que a constituição não é o limite para os mesmos, alguém tem que impor a ordem institucional.

  27. Mestre Guzzo, o que aconteceu contigo?
    Tudo bem que vc.tem uma coluna no “Estadão”, mas fazer média, embasando esse artigo(infeliz na minha opinião), através de um editorial desse jornal que caiu no descrédito de todos (cancelei minha assinatura após 30 anos do respectivo).
    Continuo acreditando na Revista Oeste; por favor, não me decepcione…

  28. JR Guzzo, este é um artigo digno do Estadinho. Acho que consigo desculpar-lhe por ora. Outro, nesta direção, não. Sou um apoiador crítico do JB, e, na média, eu o aprovo. Mas aliviar a barra desses velhos e velhas sabotadores, aí é demais. É preciso escorraçar o inimigo público número 1, o boca de sapo, arrestando-lhe todos os bens até a quinta geração.

  29. Mestre Guzzo esta certo como sempre em sua visão dessa briga de rua, porém é bom lembrar que que o presidente esteve em silencio desde que tomou posse diante dos insultos dos ministros q

  30. É bom lembrar que desde sua posse o presidente vem sendo insultado pelos ministros do stf que não raro o chamam de genocida, nazista negacionista, desgoverno e outros termos pouco respéitaveis, aí chega uma hora que a paciencia do capitão acaba e ele chuta o pau de barraca e solta o verbo. De quem é a culpa ? Na minha opiniao é daqueles que na sua posse lhe entregaram o ultimo exemplar da constitução e se esqueceram de guardar uma cópia.

  31. Tudo se resolveria se Barroso ficasse no lugar dele, nos eu quadrado. Bolsonaro apenas reage. São ataques de reação. Esse presidente do TSE já passou dos limites toleráveis.

  32. Muita decepção de sua parte, senhor Guzzo, poderia ter escrito algo melhor. O presidente Bolsonaro está coberto de razão no mérito de sua fala, mesmo que tenha adotado palavras pouco polidas.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro