O plano das Forças Armadas para fiscalizar as urnas eletrônicas

Ministro da Defesa deu detalhes durante audiência na Câmara
-Publicidade-
Militares realizam a primeira etapa do Simulado de Testes Nacional de Urnas Eletrônicas nas eleições de 2016 | Foto: Divulgação/14ª Brigada de Infantaria Motorizada
Militares realizam a primeira etapa do Simulado de Testes Nacional de Urnas Eletrônicas nas eleições de 2016 | Foto: Divulgação/14ª Brigada de Infantaria Motorizada

As Forças Armadas têm um plano de oito etapas para fiscalizar as urnas eletrônicas. Esses estágios passam pela lacração das máquinas, pelos testes de autenticidade e integridade e pela verificação da totalização dos votos, na qual a contagem é comparada com os boletins de urna impressos no fim das seções.

“Estamos com plano de ação para cada uma das oito fases, para que, na hora da fase propriamente dita, na lacração do sistema, estejamos presentes para perguntar, verificar, questionar os procedimentos e propor algo”, disse o ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, em audiência na Câmara dos Deputados, na semana passada. Ele também sugeriu uma “auditoria posterior”, ao fim das eleições, mas alegou que a palavra final será do TSE.

Numa dessas etapas, os militares pretendem cobrar da Corte para que os equipamentos sejam submetidos a testes feitos pelas Forças Armadas.

-Publicidade-

Ao TSE, a Defesa avisou que terá um plano de fiscalização própria. Para concluir esse plano, porém, os militares solicitaram uma lista de informações técnicas à Corte e queixam-se que ainda estão sem resposta. São, ao todo, 12 pontos, que vão desde documentos relacionados às eleições passadas, de 2014 e 2018 — como boletins de urna, relatórios de equipamentos substituídos, comparecimento e abstenção em cada seção eleitoral —, até detalhes sobre o programa que seleciona, por sorteio, as seções eleitorais em que urnas eletrônicas serão submetidas aos testes de integridade e autenticidade.

Leia também: “É proibido modernizar a urna eletrônica?”, reportagem publicada na Edição 69 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

47 comentários Ver comentários

  1. A evidência que tem e sempre teve Fraude é a própria dificuldade que colocaram na transparência. Soberania do povo. Faça como na França, Fraude só por mágica

  2. Qiem tem medo da TRANSPARÊNCIA?? Quem hein?? Porque essa resistência desses iluministros contra a impressão do voto?? O que eles escondem atrás de TANTA resistência
    contra a transparência?? Tem ou não tem malandragem aí??

  3. a verdade nua e crua é que os militares não querem perder a boquinha no governo…8000 milicos sem competência ocupando cargos de civis e acumulando salários…sem falar no medo das investigações que virão, aquelas que Bolsonaro escondeu: superfaturamento de leite condensado, chicletes, viagra e próteses…sem falar nos gastos absurdos com picanha e cerveja.
    Militares silenciaram por 25 anos sobre urnas até terem 88 dúvidas sob Bolsonaro https://www.google.com/amp/s/www1.folha.uol.com.br/amp/poder/2022/06/militares-silenciaram-por-25-anos-sobre-urnas-ate-terem-88-duvidas-sob-bolsonaro.shtml

    1. De ~6000 militares na administração federal, 2700 já estavam lá antes de JB.
      Com base no que você diz que eles não são competentes?
      Todas as narrativas sobre superfaturamento criadas pela velha imprensa já foram esclarecidas, mas esse é o procedimento da velha imprensa, jogar a notícia e não corrigir suas narrativas diantes dos fatos. Por isso estamos na Oeste, porque a velha imprensa já era.

    2. Richard, sempre o Richard, criando confusão – se toca, cara, suma daqui, vai postar suas bobagens em sites pelegos – aqui V. não é bem vindo – suma daqui então, idiota útil.

    3. Richard, vai procurar tua turma que mamou nas tetas do governo durante 16 anos. Vocês, além de incompetentes, vagabundos, são ladrões que roubaram nosso País durante esse período.

  4. Bolsonaro diz que passou a acreditar no voto eletrônico: “Será confiável”…

    Leia mais no texto original: (https://www.poder360.com.br/governo/bolsonaro-diz-que-passou-a-acreditar-no-voto-eletronico-sera-confiavel/)
    © 2022 Todos os direitos são reservados ao Poder360, conforme a Lei nº 9.610/98. A publicação, redistribuição, transmissão e reescrita sem autorização prévia são proibidas.

  5. apesar de militares não ter absolutamente NADA com o processo de votação a esquerda acha ótimo que façam apuração paralela porque quando eles validarem o resultado com a vitória esmagadora do Lula, só restará ao Bolsonaro passar os últimos meses chorando no banheiro…e os fanáticos vão ter que engolir caladinhos a desmoralização total do mito.

  6. As forças desarmadas(?), do Supremo e do TSE, não gozam da menor credibilidade junto ao povo deste país. Exatamente o contrário das nossas Forças Armadas.

  7. Cada dia mais perto do cabo e dois soldados. As intenções dos iluminados estão claríssimas, entronizar o carniça na cadeira de Presidente. Até eu, que não sou muito esperto, já compreendi isso com clareza.

    1. O maior perigo de fraude eleitoral está no software da urna e não na totalização dos votos. Alguns dias antes da eleição, deve-se selecionar aleatoriamente algumas urnas para verificar a integridade do software. Tomara que este passo esteja nas intenções das FFAA.

      1. então vc deveria perguntar ao miliciano porque nem ele, nem o partido dele, nem os militares foram testar o software que está disponível há vários meses…mas eu mesmo te dou a resposta: medo de passar vergonha.
        Bolsonaro só usa esse blá-blá-blá quando aparece corrupção dele… porque há um tempo atrás ele já tinha concordado com voto eletrônico.

  8. Tudo indica que os serviços de informação das FFAA já sabem que por baixo do angu da eleição tem caroço e também onde está o caroço.

  9. Pelo q li é unânime a opinião de que a urnas vão ser fraude das e o resultado já está escrito.
    Sabe o q digo
    POVO COVARDE
    KKKKK

  10. O TSE achou que as FFAA iam ficar igual aos observadores internacionais convidados, que ficam só olhando, batendo papo e tomando cafezinho, sem fiscalizar de fato!

  11. A única instituição que atualmente é respeitado pela população são as FFAA, mas os insanos do TSE e do STF não sabem disso. Entendo que a solução para tranquilizar a população sobre a seriedade das apurações nas urnas eletrônicas é o MINISTÉRIO DA DEFESA comandar e desenvolver software de tecnologia atualizada e acoplar uma urna eletrônica à semelhança da urna do VOTO IMPRESSO, contendo os registros da votação após cada eleitor CONFIRMAR que esse registro é realmente seu voto. Logicamente esta urna seria de uso exclusivo das FFAA e AUDITORES INDEPENDENTES para AUDITAR por sorteio após o encerramento da votação, e se necessário a pedido dos partidos APURAR a totalidade dos votos contidos nessas urnas adicionais. A principio os resultados seriam iguais, mas como não sabemos qual o percurso dos malfeitores, se houver divergências, vale o resultado apurado nas urnas das FFAA. Algum membro da Corte vai suspeitar das FFAA e AUDITORES INDEPENDENTES?. Só assim, as eleições de 2022 serão pacificadas e como disse o presidente Bolsonaro, que passará a faixa para o vencedor desde que as urnas sejam AUDITADAS.

    1. e porque os militares não foram testar o código fonte das urnas? tem medo de passar vergonha…aliás já demonstraram que não sabem o básico de estatística: um vexame absurdo.

  12. Como gostaria de ver uma pesquisa séria, feita ao vivo nas ruas, perguntando ao ELEITOR SE CONFIA OU NÃO NO TSE. Mas tudo que vemos são matérias na TV e pesquisas manipuladas a favor. Uma vergonha!!

  13. O programa que sorteia quais urnas deverão ser testadas é o mesmo que sorteia o ministro do STF que ficará com “determinada” causa. Kkkk. Esse país é um circo e o palhaço é o povo. Um lulista dá uma pedrada do bem, aí o bolsonarista da um tiro do mal, aí o lulista revida com um tiro do bem, aí o bolsonarista dá outro tiro do mal e o lulista revida com um tiro do bem. Aí o bolsonarista cai por causa dos tiros do bem e leva chutes e pontapés do bem dos lulistas enfurecidos. O lulista morre como heroi da imprensa e o bolsonarista fica em coma esperando a prisão. The end.

  14. Não há dúvida que o TSE vai FRAUDAR a eleição em favor de Lula.Nem criança acredita na honradez dos ministros do TSE.

    1. Aí, se o TSE tiver a última palavra e não aceitar fiscalização é a prova de que o golpe nas eleições já foi dada e o mundo saberá. Aí o perigo será o contra-golpe. Depois não reclamem do azar.

  15. Existem pessoas que alegam que as urnas não estão conectadas à Internet, por isso, não podem ser rakeadas, porém, não explicam qual o algoritmo e quem programou o que vai no pen-drive que coleta os dados do voto. Além do mais, pode haver uma rotina na programação de totalização que pode alterar o resultado. Um (‘if’ 22 to 13). Por isso, o TSE não aceita um encontro com os técnicos das Forças Armadas.

  16. As FFAS têm que se preocupar em fornecer um plano para proteger nossas fronteiras. A floresta amazônia está entregue ao narcotráfico e contrabandista de todas as estirpes. Esse é um das suas funções constitucionais. Eleições ficam a cargo do TSE.

    1. Olá José Luiz.
      As Forças Armadas protegem nossas fronteiras há décadas.
      Talvez você não conheça o trabalho excepcional que os pelotões de fronteira do EB, as unidades da FAB e da Maninha vêm desenvolvendo ao longo de todos estes anos.
      Dá uma olhada nesta matéria: https://www.ecoamazonia.org.br/2021/10/importancia-pelotoes-especiais-fronteira-regiao-amazonica-brasileira/
      Mesmo assim, é praticamente impossível fiscalizar os 15.700km de fronteira terrestre que o Brasil possui com nossos vizinhos.
      Note que nem mesmo o poderoso EUA consegue fiscalizar a fronteira com o México com apenas 3.141km de extensão.
      Abraços,
      Diniz

    2. Engano seu, as FFAs podem e devem fiscalizar a eleição. Inclusive foram CONVIDADAS pelo TSE a o fazerem. Esse seu discurso é de quem é de esquerda e quer eleger o Nine. Qual é o medo dos mimimistros de ter transparência na eleição? Quanto mais fiscalização, maior a confiabilidade do processo!

    3. Pois é senhor José, mas as FFAA serão as primeiras a ser solicitadas pelo poder JUDICIÁRIO nos graves conflitos que poderão ser gerados com resultados surpreendentes como o dessas pesquisas FAKEs sem qualquer utilidade pública a não ser INDUZIR a população que o criminoso é o mais querido candidato da população brasileira. Ai meu amigo, as FFAA poderão apoiar a população que gostaria de ter as eleições mais transparentes. Afinal, o próprio Bolsonaro já disse que passa a faixa para o vencedor com as urnas eletrônicas AUDITADAS, e o TSE não quer aceitar qualquer AUDITORIA de competentes profissionais das FFAA e de AUDITORES INDEPENDENTES.

  17. Vai ser muito dificil ROUBAR os votos dos nulos/brancos e abstenções…
    Porque o Brasileiro vai em peso às urnas nessas eleições…..e são os brasileiros conservadores.
    OBVIO que percebendo isso….vão radicalizar…MENTIR e fabricar fatos/fake news…
    Vão dizer que as FORÇAS ARMADAS é que querem fraudar as eleições…..
    a esquerdalha quer o conflito.!

  18. Essas instituições STF/TSE, cujos integrantes atuais conseguiram descredibilizar totalmente, estão então incapacitadas para assumirem o controle do processo eleitoral. Nesses casos, a confiança do eleitor é fundamental então acredito que só resta AINDA uma instituição que tenha credibilidade junta à população, que são as FFAA’s e porisso defendo que elas assumam o comando de ao menos esse pleito até que se coloquem as coisas nos seus devidos lugares.

  19. Tenho a impressão de que o TSE vai ignorar, porque está sendo encurralado e sabem que as Forças Armadas vão desvendar.
    Não deveria ser assim. O TSE é o maior interessado em provar que está certo.
    Por isso tudo está estranho.
    Sinais de que

  20. Ainda bem que as nossas Forças Armadas são comprometidas com a população e a democracia!!! Não à toa que possuem credibilidade e o respeito da sociedade.

  21. Simples assim., eles não irão cooperar e irão sem duvidas algumas fazer o que querem, ou agem antes do caixão fechado ou caminharemos a nova argentina

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.