OAB pede cassação de deputado por causa de ‘infrações éticas’

Entidade lamenta caso assédio protagonizado por Fernando Cury
-Publicidade-
Fernando Cury foi denunciado por assédio pela deputada Isa Penna | Foto: Reprodução/TV Alesp
Fernando Cury foi denunciado por assédio pela deputada Isa Penna | Foto: Reprodução/TV Alesp | fernando cury - assédio sexual - cidadania afastamento - oab

Entidade lamenta caso de assédio protagonizado por Fernando Cury

fernando cury - assédio sexual - cidadania afastamento - oab
Fernando Cury foi denunciado por assédio pela deputada Isa Penna | Foto: Reprodução/TV Alesp
-Publicidade-

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) pede providências por parte do comando da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) contra o deputado estadual Fernando Cury (Cidadania). A movimentação liderada pela seccional paulista da entidade ocorre devido ao caso envolvendo a parlamentar Isa Penna (Psol). Ela denunciou o colega por assédio sexual na quinta-feira 17. Vídeo mostra Cury se aproximando da socialista, tocando-a e permanecendo por alguns segundos rente às costas dela.

No ofício encaminhado ao Conselho de Ética da Alesp, a OAB afirma que o caso necessita de “aprofundada investigação”. Para o órgão, o deputado do Cidadania cometeu “infrações graves”. A entidade sinaliza, ainda, o entendimento de que Cury teve atitude “incompatível” com a de uma autoridade pública. Dessa forma, indica dar apoio à filiada ao Psol assediada em pleno plenário da Alesp. “Sem prejuízo dos âmbitos cíveis e criminais que poderão ser ajuizados pela deputada”, reforça a OAB, informa o site Consultor Jurídico.

O material é atribuído ao grupo denominado Observatório de Candidaturas Femininas da OAB de São Paulo. Coordenadora da divisão, Maíra Calidone Recchia Bayod assina o ofício. Mais do que pedir investigação, a entidade é direta: quer a apuração como mero trabalho processual. De acordo com o entendimento, Fernando Cury deve ter o mandato de deputado estadual cassado pelo Poder Legislativo local. Atualmente, a Alesp é presidida pelo tucano Cauê Macris.

Afastado

A OAB, contudo, não é a única entidade a agir nos últimos dias contra Fernando Cury. O parlamentar também já perdeu espaço em seu próprio partido, o Cidadania. Em nota assinada pelo diretório nacional da legenda, o afastamento dele de todas as atividades partidárias foi comunicado. Dessa forma, Cury fica impedido de atuar em nome da agremiação antigamente conhecida pela sigla PPS. Perde, assim, o status de líder do Cidadania na Alesp. O partido destaca, por fim, a possibilidade de o caso resultar na expulsão do político de seus quadros de filiados.

Mais: “Semana do PT: de crítico a aliado de Maia”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site