Operação da PF combate extração ilegal de madeira no Pará

Investigação começou ainda em 2016 no município de Brasil Novo, mas se estendeu para outras duas cidades do Estado.
-Publicidade-
Polícia Federal deflagrou Operação Carranca contra extrração ilegal de madeira no Pará | Foto: Divulgação/PF
Polícia Federal deflagrou Operação Carranca contra extrração ilegal de madeira no Pará | Foto: Divulgação/PF | operação carranca, polícia federal,m meio ambiente, pará, desmatamento, extração ilegal de madeira

Investigação começou ainda em 2016 no município de Brasil Novo, mas se estendeu para outras duas cidades do Estado

operação carranca, polícia federal,m meio ambiente, pará, desmatamento, extração ilegal de madeira
Polícia Federal deflagrou Operação Carranca, contra extração ilegal de madeira no Pará | Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quarta-feira, 29, a Operação Carranca, para reprimir a exploração ilegal de madeira na região de Brasil Novo, Medicilândia e Uruará, no Pará.

-Publicidade-

São cumpridos 14 mandados de prisão, sete mandados de afastamento do emprego ou função pública, quatro de suspensão da atividade de natureza econômica, além de sete de sequestro de bens e 28 mandados de busca e apreensão.

De acordo com a PF, a investigação policial teve início ainda no primeiro semestre de 2016, a partir de denúncias da extração ilegal de madeira no município de Brasil Novo.

Os policiais identificaram grupos que atuavam em todas as etapas da cadeia produtiva: extração, serragem, falsificação de documentos, fiscalização, transporte e compra da madeira ilegal.

Além de integrar ou financiar organização criminosa, o grupo pode ser enquadrado por exploração econômica de floresta nativa em terra de domínio público, recebimento de madeira para fins comerciais sem exigência da exibição da licença, falsidade ideológica, corrupção passiva, peculato, entre outros crimes.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.