-Publicidade-

Paulinho da Força se torna réu por corrupção e lavagem de dinheiro

Deputado federal por SP, ele é presidente nacional do Solidariedade
O deputado federal Paulinho da Força: mais um político na mira do Poder Judiciário | Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados
O deputado federal Paulinho da Força: mais um político na mira do Poder Judiciário | Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados | paulinho da força - réu por corrupção e lavagem de dinheiro

Deputado federal por SP, ele é presidente nacional do Solidariedade

paulinho da força - réu por corrupção e lavagem de dinheiro
O deputado federal Paulinho da Força: mais um político na mira do Poder Judiciário | Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) aceitou denúncia contra o deputado federal Paulinho da Força (Solidariedade-SP). Dessa forma, o parlamentar se tornou réu pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A decisão contra o político foi tornada pública nesta semana.

Leia mais: “Eleições 2020: Veja quem está à frente na disputa por SP”

Segundo a denúncia apresentada pelo Ministério Público (MP), Paulinho e o genro, o advogado Cristiano Vilela Pinho, participaram de esquemas que resultaram na arrecadação de mais de R$ 1,7 milhão que não foram devidamente declarados. Os pagamentos teriam ocorridos nas campanhas de Paulinho para a Câmara dos Deputados em 2010 e à prefeitura de São Paulo em 2012, época em que ele ainda pertencia ao PDT.

Responsável pela decisão contrária ao congressista, que em 2013 ajudou a criar o Solidariedade, partido do qual é o presidente nacional até hoje, o juiz Marco Antônio Martin Vargas, da 1ª Zona Eleitoral da capital paulista, foi além de aceitar a denúncia do MP, informa o portal R7. O magistrado determinou a manutenção do bloqueio aos bens e às contas bancárias do deputado.

Réu “perplexo”

Em nota, Paulinho da Força negou as acusações aceitas pela Justiça Eleitoral e afirmou estar “perplexo” com a decisão. “Causa perplexidade que a imprensa e setores do judiciário utilizem informações de uma delação sabidamente fraudulenta, que agoniza no STF”, disse o deputado.

_________

Revista Oeste no WhatsApp. Receba diretamente no seu celular os principais destaque sobre política, economia, mundo, Poder Judiciário, inovação e muito mais. Clique aqui e faça parte da nossa lista de transmissão.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. Paulinho na forca. Aqui é a Filipinas.
    Estuprador perde o direito de ter a ferramenta decepada.
    A cabeça desse sindicalista…É CABEÇA DE SINDICALISTA.
    Todo aquele q ñ passou em concursos públicos tem um trejeito de FP.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês