PEC do voto ‘impresso’ é rejeitada pelo plenário da Câmara

Proposta previa a impressão de cédulas físicas conferíveis pelo eleitor
-Publicidade-
Painel com o resultado | Foto: Reprodução/TV Câmara
Painel com o resultado | Foto: Reprodução/TV Câmara

O plenário da Câmara dos Deputados rejeitou nesta terça-feira, 10, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do voto impresso auditável, de autoria da deputada Bia Kicis (PSL-DF). O texto precisava de 308 votos para ser aprovado, mas só alcançou 229. Dos 513 deputados, 448 votaram, 218 foram contrários e houve 1 abstenção.

Na semana passada, a comissão especial que analisava o tema já havia rejeitado o parecer favorável elaborado pelo deputado Filipe Barros (PSL-PR), mas o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), decidiu levar a PEC ao plenário.

Leia mais: “Senado aprova texto que revoga Lei de Segurança Nacional”

-Publicidade-

A proposta previa a impressão de cédulas físicas conferíveis pelo eleitor independentemente do meio empregado para o registro dos votos em eleições, plebiscitos e referendos. Essas cédulas seriam “depositadas, de forma automática e sem contato manual, em urnas indevassáveis, para fins de auditoria”.

“A democracia do plenário desta Casa deu uma resposta a esse assunto, e, na Câmara, eu espero que esse assunto esteja, definitivamente, enterrado”, afirmou Lira após a rejeição.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

24 comentários

  1. Semana pasada, na Comissão Especial, Lula foi “eleito em primeiro turno” em 2022! Agora, no Plenário, ele acabou de ser eleito definitivamente em “segundo turno”! Triste dia para nossa democracia! No futuro, os anais registrarão o nome dos culpados pela destruição do Brasil nesta noite!

    1. Anotem aí, numa sequência concatenada, amanhã ou logo depois sairá uma pesquisa DataFolha dando Lula com 70% e eleito no primeiro turno. Não há necessidade de olhar em volta e procurar desesperadamente pelos eleitores majoritários do nove dedos. Na verdade estes nem existem. Eles serão compostos de bites e bytes de urnas e sistemas de totalização 100% eletrônicos. Acreditemos neles, os boletins de urna confirmarão tudo. Para mover a história forward como diz sua excelência L. R. Barroso, não se faz mais necessário que haja povo. Basta uma combinação digital de zero e um dentro de um chip de computador e organizados por álgebra booliana. Vejam q diferentemente do passado, quando povo na rua significava pleito de algo, hoje em dia para a imprensa tradicional 1 ou 2 milhões nas ruas significa somente uma inoportuna aglomeração. Nada além disso. A contra-campanha surreal e gigantesca para bloquear o voto impresso auditável, algo muito lógico para os lógicos, objetivou eliminar a variável povo do processo democrático.

      1. Está circulando por aí um vídeo em que mostra Barroso, O Iluminado, fazendo um comentário nem um pouco republicano e entre risadas sobre o voto eletrônico sem urna auditável e no final diz, surpreso: Está com som?!

  2. É UM GRANDE ALÍVIO SABER QUE O GOVERNO CENTRAL ESTÁ JOGANDO DENTRO DAS 4 LINHAS DA CONSTITUIÇÃO E FICARÁ TOTALMENTE PASSIVO ESPERANDO QUE UM CONDENADO POR 12 juízes A ESTELIONATO, CORRUPÇÃO ATIVA E PASSIVA, FORMAÇÃO DE QUADRILHA E LAVAGEM DE DINHEIRO ASSUMA O CONTROLE DO PAÍS NO “VOTO DE CONFIANÇA DE BARROSO”. É REALMENTE UM ALÍVIO, UFA!

  3. Uma pena! Os que votaram não hoje não poderão se queixar se vierem a se sentirem vitimados pelo sistema de contagem de votos. Esperamos que de alguma forma consiga-se auditar o software a serem carregados nas urnas. E também os da contagem.

  4. A democracia está nos empurrando p fundo do poço, a mesma democracia que livrou o couro do maior ladrão da história do país, a mesma democracia que manipula câmara e senado, escancarando as portas para a volta da quadrilha que outrora afundou nossa economia e faliu as estatais. Democraticamente o PRESIDENTE nunca irá nos salvar desse câncer chamado comunismo.

    1. E vale lembrar, dessa vez não vai ser a moleza que foi no passado, dessa vez é pra prender oposição, fechar igrejas, perseguir adversários, controlar a mídia, estatizar o que for possível gerando bilhões de prejuízos, e daí pra pior. Parabéns aos envolvidos!

  5. Decisão muito triste tomada por uma grande maioria de bandidos que se encontram no poder na Câmara, o que já sabemos.São tão incapazes de legislar que não conseguem notar que votando contra essa PEC, automaticamente tatuam em suas testas a expressão “ Sou ladrão e vacilão”. São esses os que não merecem o mínimo de respeito ao andar nas ruas. Cambada de inúteis!

    1. Prezados,
      Até que um bom número de deputados votou a favor. Mais até dos que votaram contra. Mas é a tal coisa: ganhou mas não levou.
      Agora, tenho a impressão de que com tudo isso contra o Presidente e as opções que se apresentam para o pleito eleitoral, a verdade é uma só: BOLSONARO/22

  6. Que tal cancelarem as eleições do ano que vem? Será uma boa economia, visto que o “9 dedos” já tem 100% dos votos, o stf considera que ser ladrão é uma opção honesta de trabalho, tanto que logo alguém vai sugerir para contar tempo de serviço para aposentadoria como já acontece para desembargadores……..

  7. Ficou provado que somos todos analfabetos e que Lula é um literato. Ficou provado que os analfabetos não têm direito ao voto impresso e que eles decidem o que é melhor. Geralmente a gente conjuga “ser melhor” junto com a preposição “para” e um objeto direto. No caso não fica claro esta questão. Eles apenas decidem o que é melhor e ponto final.

  8. Triste decisão. Diante desse congresso preso nas mãos sujas do STF, somos um país que não tem como dar certo. Até mesmo o mais elementar dispositivo democrático, que é a segurança das urnas, o parlamento rejeitou por ser subserviente aos achaques do supremo. Somos uma republiqueta.
    Restou ao povo reagir a esse deboche. É inevitável e os autores dessa votação canalha sabiam do risco real do caos social para 2022. Com as ruas em convulsão, a responsabilidade será dos 218 parlamentares anti democráticos e dos gângsters togados.
    Esperamos ver todos eles na cadeia. Vou viver para ver. Tenho fé.

  9. Deu na ‘Grobo’ que o atual sistema de votação do TSE é inviolável.
    Mais seguro que os sistemas da KGB, do Pentágono e NASA juntos.
    Mais seguro que o sistema de votação de republiquetas bananeiras como Alemanha e Índia que têm voto impresso, a partir de urnas eletrônicas.

  10. Vamos divulgar os nomes dos 218 canalhas… OESTE, publique a relação completa dos que recusaram: nome, partido, e estado da federação…cada um de nós tem obrigação de pegar os nomes de sua região e fazer sistemática campanha contra eles daqui até às eleições… SAIRÁ CARO PARA OS VAGABUNDOS!

  11. O pior é que ficamos presos numa maracutaia anunciada. Bolsonaro será reeleito pelo poder das ruas e será usado para autenticar as famigeradas urnas, porém vão usar o mesmo caminho sujo da manipulação de urnas para eleger uma ampla maioria de esquerdistas e centrão na camara e senado para manter o sistema ingovernável por mais 4 anos. Isso não pode ficar assim. Precisamos fazer algo urgente.

  12. as falas do lira já denunciavam que ele faz parte da manobra de ir contra a vontade do povo, a transparência e confortabilidade do sistema de votação brasileiro… maldito seja!

  13. Esperar o que de um bando de corruptos, todos com o rabo preso e com denuncias lá no STF o boca de veludo foi lá e disse ou deixa como esta para o nosso golpezinho dar certo ou tocamos os processos de vocês pra frente kkkkk, E a gente vai lá no dia da eleição fazer papel de Bozo né como eles gostam de nos chamar a gente.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro