Senado aprova texto que revoga Lei de Segurança Nacional

Proposta já foi aprovada pela Câmara e inclui no Código Penal crimes contra o Estado Democrático de Direito
-Publicidade-
Plenário do Senado Federal | Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
Plenário do Senado Federal | Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O Senado aprovou nesta terça-feira, 10, o projeto que revoga a Lei de Segurança Nacional (LSN) e introduz no Código Penal os crimes contra o Estado Democrático de Direito. Se nenhum destaque for aprovado, o texto segue para a sanção do presidente Jair Bolsonaro.

A LSN define os crimes contra a segurança nacional, a ordem política e social e caiu em desuso nas primeiras décadas de vigência da Constituição de 1988. No entanto, recentemente voltou a ser utilizada.

Leia mais: “Lira confirma votação da PEC do voto ‘impresso’ para hoje”

-Publicidade-

O ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes usou o dispositivo para prender o deputado Daniel Silveira. O Ministério da Justiça também vem utilizando a lei contra ataques ao presidente Jair Bolsonaro.

Com a revogação, o texto aprovado no Congresso introduz no Código Penal, por exemplo, os crimes contra as instituições democráticas, o funcionamento das eleições e a cidadania.

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro