PF pede que STF defina se Luis Miranda será investigado

Deputado pode responder por denunciação caluniosa contra o presidente Jair Bolsonaro
-Publicidade-
Luis Miranda disse ter informado ao Planalto sobre irregularidades no caso Covaxin
Luis Miranda disse ter informado ao Planalto sobre irregularidades no caso Covaxin | Foto: Wallace Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo

A Polícia Federal (PF) enviou nesta terça-feira, 20, ao Supremo Tribunal Federal (STF) o pedido do ministro da Justiça, Anderson Torres, para que o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) seja investigado por denunciação caluniosa contra o presidente Jair Bolsonaro.

O pedido de apuração, feito pelo ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, foi encaminhado ao Ministério da Justiça depois de Miranda ter apontado suposta prevaricação do chefe do Executivo federal no caso Covaxin.

Bolsonaro passou a ser investigado no STF sobre o possível crime a pedido da Procuradoria-Geral da República. O objetivo da PF, portanto, é saber se há conexão entre os fatos apontados na denúncia contra Miranda e o inquérito do presidente da República.

-Publicidade-

Leia também: “Irmão de Luis Miranda afirma que não se lembra de ter mostrado invoice a Bolsonaro”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários Ver comentários

  1. “Seu” Salgueiro, não sei se tu notaste que essa pegadinha da PF é para contorcionismo da Rosa. Só ela não sabia que a fofoca ia longe demais, pois pingará um político com foro privilegiado nesse processo, por semana. O Randolfe também deve ser ouvido pelo vídeo que ela queria que a Anvisa liberasse antes do laboratório entregar a documentação devida. Depois, tem prefeitos, vereadores e, quem sabe, algum governador. O problema é que a ministra gosta de fofocas da imprensa como prova incontestável.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.