PGR quer derrubar prisão domiciliar de Queiroz

Procuradoria-Geral da República quer que Queiroz volte para o regime fechado
-Publicidade-
Márcia Aguiar e o marido Fabrício Queiroz | Reprodução/Facebook
Márcia Aguiar e o marido Fabrício Queiroz | Reprodução/Facebook | Mulher de Queiroz

Subprocurador argumenta que o benefício deve ser totalmente revisto porque a prisão em regime fechado seria legal e, portanto, deveria ser restabelecida

Mulher de Queiroz prisão
Márcia Aguiar e o marido, Fabrício Queiroz | Reprodução/Facebook

A Procuradoria-Geral da República (PGR) protocolou nesta segunda-feira, 3, um recurso contra a concessão de prisão domiciliar a Fabrício Queiroz. O subprocurador-geral da República Roberto Luís Oppermann Thomé argumenta que o benefício deve ser totalmente revisto porque a prisão em regime fechado seria legal e, portanto, deveria ser restabelecida.

-Publicidade-

Além disso, o subprocurador questiona o beneficio concedido a Márcia Aguiar, esposa de Queiroz. Márcia ficou foragida por mais de um mês e só foi localizada após a concessão da prisão domiciliar. “O benefício não poderia ter se estendido a uma foragida da Justiça”, argumenta Thomé.

Leia mais: “Fachin derruba liminar de Toffoli sobre dados da Lava Jato”

A prisão domiciliar para Queiroz e Márcia foi concedida através de uma liminar do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Ricardo Noronha. O ministro justificou a decisão pela idade e pelas condições de saúde do ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). Queiroz foi preso em 18 de junho, em Atibaia, em um sítio de Frederick Wassef, então advogado de Flávio.

Com o fim do plantão do Judiciário, o pedido da PGR foi destinado ao relator do habeas corpus, o ministro Félix Fischer, e à Quinta Turma do STJ.

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Sem entrar no mérito das rachadinhas, qual o perigo que o Queiroz representa para a sociedade? Essa investigação tem mais de dois anos, se tivesse que destruir provas, já teria destruido. Sem falar que o STF soltou até gente do PCC por causa da pandemia. Agora a PGR quer prender o Queiroz que trata de um câncer agressivo. Muito louco este país.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.