PGR rechaça especulações sobre análise de relatório da CPI da Covid

Ontem, Augusto Aras disse que vai dar a 'agilidade necessária à apreciação dos fatos que possam ser puníveis'
-Publicidade-
Procurador-geral da República, Augusto Aras | Foto: Antonio Augusto/Secom/PGR
Procurador-geral da República, Augusto Aras | Foto: Antonio Augusto/Secom/PGR

A Procuradoria-Geral da República (PGR) divulgou uma nota nesta quinta-feira, 28, rebatendo veículos de imprensa que estão publicando “textos especulativos” acerca do tratamento que será dado ao relatório da CPI da covid-19.

Integrantes da cúpula da CPI da Covid especulam que o procurador-geral da República, Augusto Aras, possa não dar andamento a possíveis investigações por supostamente ter um alinhamento ao presidente Jair Bolsonaro.

-Publicidade-

Na nota, a procuradoria reiterou a fala de Aras ontem quando senadores entregaram o relatório final da comissão. Na ocasião, disse que vai dar a “agilidade necessária à apreciação dos fatos que possam ser puníveis”.

A procuradoria esclareceu que a entrega feita ontem “tem caráter simbólico, de natureza política” e disse que não faz sentido “eventuais ilações acerca de análises de materiais que sequer chegaram de forma oficial ao órgão ministerial”.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.