PGR rejeita pedidos de afastamento de ministro da Defesa e diretor da PRF

Solicitações foram feitas por deputado e senador no inquérito que apura suposta existência de milícias digitais
-Publicidade-
Lindôra Araújo: 'Determinadas investigações têm angariado objeto amplo e periodicamente modulado, para alcançar fatos e pessoas distintas' | Foto: Nelson Jr./SCO/STF
Lindôra Araújo: 'Determinadas investigações têm angariado objeto amplo e periodicamente modulado, para alcançar fatos e pessoas distintas' | Foto: Nelson Jr./SCO/STF

A Procuradoria-Geral da República (PGR) concedeu parecer pela rejeição dos pedidos de investigação e afastamento do ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, e do diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Silvinei Vasques.

A manifestação, assinada pela vice-procuradora-geral da República, Lindôra Araújo, foi encaminhada na quinta-feira 17 ao Supremo Tribunal Federal (STF). Os pedidos de afastamento foram feitos pelo deputado federal Marcelo Calero (PSD) e pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede), no inquérito que apura suposta existência de milícias digitais.

Segundo a vice-procuradora, o pedido dos parlamentares não tinha conexão com o inquérito que apura a existência de uma milícia digital. No parecer, ela escreveu que “as novas notitias criminis em questão também não trazem fatos a serem contemplados por esta investigação, já que não veiculam elementos concretos e reais de inserção em uma organização criminosa que atenta contra a democracia e o Estado de Direito”.

-Publicidade-

Lindôra acrescentou que a referida investigação tem tido seu foco ampliado e alterado periodicamente, sob o argumento genérico de proteção à democracia. “O tempo vem evidenciando que, sob a motivação de apuração de ataques contra a democracia e o Estado de Direito, determinadas investigações têm angariado objeto amplo e periodicamente modulado, para alcançar fatos e pessoas distintas, em pontos de investigação separados por apensos e novos procedimentos investigatórios criminais, sem relação de conexão ou continência”, escreveu a vice-procuradora.

Randolfe pediu o afastamento de Vasques com o argumento de que o comandante da PRF teria realizado operações de fiscalização de veículos no dia das eleições com objetivo de “impedir o livre exercício do voto por eleitores de classe social tendentes a votar contrariamente ao presidente Jair Bolsonaro” e que não adotou medidas para evitar os bloqueios das rodovias federais depois do resultado do segundo turno das eleições, em 30 de outubro. O diretor-geral da PRF também é alvo de um outro pedido de afastamento, feito pelo Ministério Público Federal do Rio de Janeiro.

Já o deputado pediu o afastamento do ministro por supostamente agir em benefício do presidente Jair Bolsonaro (PL) e cometer possível crime de responsabilidade no relatório do Ministério da Defesa, que “não exclui a possibilidade de fraude” nas eleições.

Outro pedido de afastamento de Nogueira, protocolado na quarta-feira 16, tramita no STF. Um grupo de advogados alega que o ministro cometeu crime de responsabilidade ao divulgar a nota que informou ter encontrado fragilidades no sistema eleitoral. O relator dessa ação é o ministro André Mendonça.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

15 comentários Ver comentários

  1. Compete ao povo de bem jamais aceitar tamanha barbárie que vem sendo protagonizada por brasileiros limitadíssimos mas complexados o suficiente para que, quando com algum poder nas mãos, tenham a possibilidade de fazer tão mal ao País.
    Esperemos que Alexandre, Barroso, Fachin e demais sejam excluídos do STF e julgados por seus crimes contra nós!

  2. A gazela saltitante não informou no pedido que o bloqueio da via flagrou vários ônibus fretados pelo PT para levar os eleitores, o que é crime no âmbito eleitoral.

  3. Causa-me sobro quando leio as imbecilidade de suspeitas pessoas que se acham autoridades supremas. A Constituição é as Leis Brasileiras não podem ser substituídas pelo querem desses imbecis. O Poder de nomear os Ministros é do Presidente da República Federativa do Brasil e a nem outro é permitido. “A carruagem passa e os cães ladram”.

  4. Tem um moleque infiltrado na Jovem Pan, a mando de Zé Dirceu para dedar os companheiros de trabalho para eles serem censurados. No programa Morning Show foram reveladas ameaças feitas pelo moleque a alguns comentaristas da emissora.

  5. Já tomaram o poder e ainda querem prender aqueles que comunga na mesma cartilha? Esse país tá perto de uma convulsão social, tomara Deus que não.

  6. Acho q a vontade da PGR era responder “ôôô gazela, chega aqui… deixa eu falar só essa vez.
    VOCÊ COMEU BOSTA? VOCÊ CHEIROU MEIA VENCIDA? VOCÊ QUER AFASTAR UM GENERAL?
    AFASTA VC MESMO, NÃO É O BONZÃO?”

  7. O estado de direito em terras tupiniquins já foi às cucuias faz tempo. Aqui impera a ditadura dos togados do STF, e a leniência dos covardões congressistas de meia pataca.

  8. Quanta insanidade nessas figuras humanas esquerdistas, que tentam tirar do caminho da boa governança seus melhores quadros. Só mesmo eleitores muito, digamos, analfabetos, ultra desinformados e manipulados de forma criminosa, é que conseguem votar na esquerda brasileira, que nada tem de relevante para a sociedade.

  9. O STF age da seguinte maneira:

    Quando se trata de um cidadão civil não integrante do executivo, prende primeiro e pergunta para a PGR depois (bem depois), mas quando é militar ou civil de força armada envia para a PGR primeiro.

    Não são loucos de fazer nada contra o único poder que pode tira-los da sala da injustiça.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.