PGR vai recorrer da decisão de Fachin sobre Lula

Equipe de Aras pode pedir que o ministro modifique seu entendimento ou solicitar que o tema seja levado para a 2ª Turma ou para o plenário
-Publicidade-
Procurador-geral da República, Augusto Aras, durante sessão plenária do Supremo
Procurador-geral da República, Augusto Aras, durante sessão plenária do Supremo | Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

A Procuradoria-Geral da República vai recorrer da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Edson Fachin que anulou todas as condenações do ex-presidente Lula (PT) na Lava Jato de Curitiba.

A equipe do procurador-geral da República, Augusto Aras, pode pedir que o próprio ministro modifique seu entendimento ou solicitar que o tema seja levado para a Segunda Turma do Supremo ou para o plenário.

-Publicidade-

Leia mais: “Leia nota do gabinete de Fachin detalhando decisão sobre Lula”

Fachin anulou nesta segunda-feira, 8, todas as condenações do petista pela Justiça Federal no Paraná relacionadas às investigações da Operação Lava Jato. Com a decisão, Lula recupera os direitos políticos e volta a ser elegível.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

16 comentários

  1. Levar para o plenário talvez sirva para alguma coisa, agora para a segunda turma é piada de mau gosto, é um tal de faz de conta.

  2. Para surpresa de ninguém que isso iria acontecer esse ano. Caminhamos a passos largos para a quebra das barreiras democráticas do país. Na lógica do STF, agora cabe a derrubada do presidente e novas eleições com o molusco para presidente.

  3. Num atrapalha não Aras. Queremos o cachaceiro perdendo nas URNAS ELETRÔNICAS E IMPRESSAS, prá acabar de vez com essa esquerda que aparelhou a Nação, seja através de OAB, imprensa acostumada com dinheiro fácil, congresso de Maia e Alcolumbre, agora com Lyra condenado em segunda instância pôrra!!!
    A prestação de contas com o congresso que nos trai acintosa e criminalmente é iminente, pela:
    PEC DA BENGALA
    PEC DA PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA
    FIM DO FORO PRIVILEGIADO prá acabar com o conluio entre poderes, alguns nem éticamente para nós existentes, pois neles não votamos, como o STF.
    VOTO ELETRÔNICO E IMPRESSO.

  4. Do jeito que vai algum bandido do STF irá anular a última eleição presidencial ou, quem sabe, anular até a Proclamação da República.

  5. Não reclamem. Isso é só uma demonstração de como as Instituições funcionam. E de acordo com o outro Ministro, Alexandre o Grande, falar mal de ministro por decisões como essa é atacar a Instituição STF. Então não reclamem. Principalmente os que aplaudiram a prisão do Daniel Silveira e Oswaldo Eustáquio. Ministros do STF todos lindos!

  6. PGR vai atuar só pra inglês ver!
    A verdade é que o Fux terá que propor e expôr os 11 juízes ao desgaste.
    A população precisa ver a cara dos que se dispõem a absolver lula:
    mendes, lewan, tofoli, fachin já estão certos……
    Veremos qual é o viés da carmen lúcia, weber, fux, barroso, marco aurélio, moraes e nunes marques!

  7. KKKKKKKKK….. José Simão seria o mais indicado para responder à luta que a equipe do procurador-geral da República travará para que a decisão seja modificada ou — pelo menos — seja levada para a SEGUNDA TURMA ou para o plenário.
    Pedir para a Segunda Turma seria o mesmo que pedir para o ladrão fazer a ronda noturna no quarteirão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.