-Publicidade-

Prefeitura de SP pagará R$ 100 milhões por evento de F-1

Contrato foi feito sem licitação e os dados do processo administrativo estão sob sigilo
Os pagadores de impostos custearam o evento
Os pagadores de impostos custearam o evento | Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

Para realizar o Grande Prêmio de Fórmula 1 em Interlagos pelos próximos cinco anos, a prefeitura de São Paulo pagará R$ 100 milhões. O contrato foi feito sem licitação e as informações do processo administrativo estão sob sigilo. Assinada em 23 de dezembro de 2020 com a empresa MC Brazil Motorsport Holding Ltda, a medida consta no Diário Oficial do município. Nos anos anteriores, a capital paulista não financiava diretamente o evento. O dinheiro dos pagadores de impostos era usado para benfeitorias na pista do Autódromo de Interlagos (que pertence à prefeitura).

Quando anunciou a permanência da prova na cidade, no dia 16 de dezembro do ano passado, o governo Bruno Covas (PSDB) não informou que recursos públicos seriam repassados diretamente aos organizadores. Até o momento, a Secretaria municipal de Turismo já fez dois repasses, no mês de dezembro, que totalizaram R$ 17,7 milhões, diretamente para a Formula One World Championship, conforme documentos oficiais. O repasse foi descrito como “para aquisição dos direitos, pelo município de São Paulo, para a realização do evento denominado Grande Prêmio de São Paulo”.

Leia também: “Doria e Covas retiram gratuidade em transporte para idosos entre 60 e 65 anos”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês