Presidente da Argentina discute coronavírus com Lula

Presidente da Argentina não cansa de dar palanque ao condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em três instâncias da justiça.
-Publicidade-
Alberto Fernández conversando com Lula
Foto: Alberto Fernández/Twitter
Alberto Fernández conversando com Lula Foto: Alberto Fernández/Twitter | Alberto Fernández conversando com Lula

Alberto Fernández conversou com o ex-presidente condenado por corrupção durante encontro de um grupo de esquerda do continente

Alberto Fernández conversando com Lula
Alberto Fernández conversando com Lula
Foto: Alberto Fernández/Twitter
-Publicidade-

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, discutiu por videoconferência a situação do coronavírus no Brasil com o ex-presidente Lula, que não possui nenhum poder ou influencia na formulação de políticas ao enfrentamento da pandemia no país.

Se se preocupasse realmente com o que está acontecendo com a pandemia do coronavírus no Brasil, Fernández falaria com as autoridades do governo, não ficaria fazendo proselitismo barato na internet com um condenado por corrupção.

A reunião ocorreu em paralelo a uma teleconferência do Grupo de Puebla, organização que reúne grupos de esquerda da América Latina e que é considerada uma espécie de sucessor do Foro de São Paulo. O grupo pediu o fim do bloqueio econômico às ditaduras da Venezuela e de Cuba e que os países da região tenham as suas dívidas externas perdoadas.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

8 comentários

  1. Lula é um vírus mais letal que o coronavírus, deixou um saldo de 14 milhões de vitimas no Brasil, além de infectar todos os órgãos públicos, as maiores empresas públicas e privadas do país, além de espalhar uma epidemia a vários países da América latina e África. A Argentina, ainda não conseguiu uma vacina contra ele e está seriamente ameaçada de uma contaminação total, já que tem no poder um presidente já infectado.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site