‘Impeachment’: aprovado relatório contra governador de SC

Carlos Moisés (PSL) vê processo de cassação de mandato avançar
-Publicidade-
Momento em que relatório contra governador e vice era lido na comissão da Alesc | Foto: BRUNO COLLAÇO/AGÊNCIA AL
Momento em que relatório contra governador e vice era lido na comissão da Alesc | Foto: BRUNO COLLAÇO/AGÊNCIA AL | processo de impeachment - santa catarina - governador e vice-governadora

Carlos Moisés (PSL) vê processo de cassação de mandato avançar no Legislativo catarinense

processo de impeachment - santa catarina - governador e vice-governadora
Momento em que relatório contra governador e vice era lido na comissão da Alesc
Foto: BRUNO COLLAÇO/AGÊNCIA AL
-Publicidade-

A Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc) deu sinal verde para a perda dos mandatos do governador Carlos Moisés (PSL) e da vice Daniela Reinehr (sem partido). Apresentado na manhã desta terça-feira, 15, o relatório desfavorável à dupla foi aprovado por unanimidade na comissão especial do impeachment.

Leia mais: “Quem é Cláudio Castro e como ele se tornou governador do RJ”

Em 67 páginas, o documento, apresentado pelo relator Luiz Fernando Vampiro (MDB) e pelo relator-adjunto Jessé Lopes (PSL), afirma que Moisés e Daniela cometeram crime de responsabilidade pelo fato de o Poder Executivo de Santa Catarina ter concedido aumento salarial aos procuradores do Estado sem o devido aval do Legislativo local. A acusação também recaía sobre o então secretário de Administração, Jorge Eduardo Talisca. Entretanto, ele deixou o cargo nesta semana.

“Infrações político-administrativas”

Trecho do parecer destaca que o governador e a vice-governadora foram no mínimo negligentes diante da situação. “[Houve] infrações político-administrativas, de forma comissiva e omissiva, ao autorizarem, permitirem, negligenciarem e implementarem aumento remuneratório aos procuradores do Estado de Santa Catarina sem lei permissiva, sem dotação orçamentária e por meio de processo administrativo, não atendendo ao devido processo legal.”

Lamentação

Com o avanço do processo de impeachment, que seguirá para análise do plenário da Alesc, o governador Carlos Moisés lamentou a situação. Sem falar diretamente da possibilidade de perder o mandato, ele afirmou que a democracia é “um pilar que não pode ruir sob o peso de ambições pessoais”.

Vice-governadora de Santa Catarina, mas rompida politicamente com Moisés, Daniela Reinehr ainda não se pronunciou a respeito do novo capítulo em relação ao processo de impeachment que também a atinge.

MAIS: Lava Jato denuncia Lula, mas Dilma reclama da imprensa

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comment

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site