PSDB admite não participar de novo governo do PT

Bruno Araújo, presidente da sigla, disse que haverá compromisso com a governabilidade

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
Presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo | Foto: Reprodução
Presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo | Foto: Reprodução

O PSDB terminou as eleições de 2022 elegendo 13 deputados, três governadores e sofreu uma derrota histórica no Estado de São Paulo, sob o comando da sigla desde 1995. Na disputa ao planalto, preferiu declarar neutralidade entre Lula (PT) e Jair Bolsonaro (PL).

O presidente do partido, Bruno Araújo, disse que o PSDB não vai integrar a base do governo petista e nem terá cargos sob Lula. Segundo Araújo, haverá compromisso com a governabilidade, com endosso em pautas da agenda tucana e enfrentamento em matérias de ordem econômica.

Araújo disse também que convidou Eduardo Leite, governador eleito no Rio Grande do Sul, para ser o presidente do partido. “Nossa recuperação passa pela renovação”, disse o atual presidente da sigla em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo.

-Publicidade-

“Meu convite se intensificou, nós levamos o convite, quase que uma convocação a Eduardo para que aceite essa missão, com a alma da renovação deste segundo turno”, acrescentou Araújo.

No final de outubro, o deputado federal Aécio Neves (MG) disse que o partido “faliu”. Ele, que já foi candidato à Presidência da República, defendeu refundar o partido. “A direção do PSDB cometeu inúmeros equívocos nesse processo eleitoral, e todos nós estamos pagando um enorme preço”, disse na época.

Leia também: “O ‘fora Lula!’ só começou”, texto publicado na edição 137 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários Ver comentários

  1. Tomaram uma decisão inteligente. O governo do pt eh um barco que mesmo antes de zarpar já começou a vazar água. Vão ser 4 anos de muita desgraça e erros em geral. Qualquer um com Q.I. superior ao de uma sambaia de plástico pularia fora desse “governo”

  2. Brasília (DF), 10/11/2022 – Com a finalidade de evitar distorções do conteúdo do relatório enviado, ontem (9.11), ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Ministério da Defesa esclarece que o acurado trabalho da equipe de técnicos militares na fiscalização do sistema eletrônico de votação, embora não tenha apontado, também não excluiu a possibilidade da existência de fraude ou inconsistência nas urnas eletrônicas e no processo eleitoral de 2022. Ademais, o relatório indicou importantes aspectos que demandam esclarecimentos. Entre eles:

    – houve possível risco à segurança na geração dos programas das urnas eletrônicas devido à ocorrência de acesso dos computadores à rede do TSE durante a compilação do código-fonte;

    – os testes de funcionalidade das urnas (Teste de Integridade e Projeto-Piloto com Biometria), da forma como foram realizados, não foram suficientes para afastar a possibilidade da influência de um eventual código malicioso capaz de alterar o funcionamento do sistema de votação; e

    – houve restrições ao acesso adequado dos técnicos ao código-fonte e às bibliotecas de software desenvolvidas por terceiros, inviabilizando o completo entendimento da execução do código, que abrange mais de 17 milhões de linhas de programação.

    Em consequência dessas constatações e de outros óbices elencados no relatório, não é possível assegurar que os programas que foram executados nas urnas eletrônicas estão livres de inserções maliciosas que alterem o seu funcionamento.

    Por isso, o Ministério da Defesa solicitou ao TSE, com urgência, a realização de uma investigação técnica sobre o ocorrido na compilação do código-fonte e de uma análise minuciosa dos códigos que efetivamente foram executados nas urnas eletrônicas, criando-se, para esses fins, uma comissão específica de técnicos renomados da sociedade e de técnicos representantes das entidades fiscalizadoras.

    Por fim, o Ministério da Defesa reafirma o compromisso permanente da Pasta e das Forças Armadas com o Povo brasileiro, a democracia, a liberdade, a defesa da Pátria e a garantia dos Poderes Constitucionais, da lei e da ordem.

    Ministério da Defesa

    Compartilhe: Compartilhe por Facebook Compartilhe por Twitterlink para Copiar para área de transferência

  3. LEIAM ANTES QUE DELETEM e REPASSEM.
    O brasileiro precisa entender que o Estado Profundo, o Deep State, o stablisment brasileiro NÃO REPRESENTAM o POVO, o VOTO…É UMA DEMOCRACIA DE FACHADA.
    Uma vez eleitos…ignoram as Demandas da população HONESTA…. É SÓ OBSERVAR O QUÊ ACONTECE COM A CRACOLÂNDIA…. TODOS OS PAULISTAS ESTÃO COM O SACO CHEIO, fazem abaixo assinados e NADA.
    Vão colocar agora NÓIAS na estação Anhangabau do Metrô… apesar de todos os protestos da população local.
    O BRASIL É UMA CLEPTOCRACIA!
    COMO SE DÁ AS FRAUDES do SISTEMA ELEITORAL BRASILEIRO DESDE ano 2000.
    DADOS
    O programa do TSE, ao longo de 30 anos, desde 1995 quando foi implementada definitivamente (foi ideia do Sérgio Motta PMDB/PSDB) para impedir que a ARENA, depois PDS, depois PP/PFL, voltassem ao poder)
    Tentaram roubar a vitória do Leonel Brizola com as poucas urnas eletrônicas ainda em fase de teste…ESSE DESCOBRIU a FRAUDE. As Forças Armadas não…estranho né?!?
    No fim deram vitória ao Brizola no Rio de Janeiro….COMEÇOU AI O DESASTRE CARIOCA
    Aperfeiçoaram a FRAUDE e hoje este programa conta com
    16 MILHÕES de linhas de programação.
    01 algoritmo fraudador/malicioso, bem elaborado/inteligente e sagaz…tem só 3-4 linhas de programação
    Verdadeira agulha no palheiro… O QUÊ os golpistas fazem desde o ano de 2000 É “ESCONDER O PALHEIRO”
    Tem várias camadas de proteção legais e física para acessar na plenitude esse “PALHEIRO”.
    Nós pegamos a FRAUDE por MATEMÁTICA.
    Pensem e 2 parábolas… Bozo x LADRÃO
    Essa/CADA parábola tem a forma de um ELETROCARDIOGRAMA, oscilando conforme a computação dos votos de cada região do Brasil.
    Altos e Baixos acentuados ao longo dessa curva de apuração de cada candidato..
    ENTENDERAM ATÉ AQUI?? Como DEVE ser o FORMATO dessas 2 parábolas SEM INTERFERENCIA DE ALGORITMOS??

    OK!
    O algoritmo SE faz presente, É PERCEBIDO, É IDENTIFICADO SUA AÇÃO….
    QUANDO ESSA OCILAÇÕES (típica de gráfico do eletrocardiograma)
    Começam a ter poucas oscilações e tende a se tronar uma Curva perfeita… sem o frenesi que é característicos do EletroCardio ou de uma apuração eleitoral.

    Quando matematicamente se percebe essa FRAUDE…
    DÁ-SE O NOME DE ANOMALIAS!

    SOMOS ENGANADOS HÁ MAIS DE 30 ANOS…. O SISTEMA ELEITORAL BRASILEIRO FOI ELABORADO PARA IMPEDIR QUE OS CONSERVADORES VOLTASSEM AO PODER em 1995…10 anos pós a redemocratização caótica da época.

    Os conservadores voltaram ao poder em 2018 porque houve uma “TEMPESTADE PERFEITA”
    O povo CANSOU do eterno “joguinho pega trouxas da esquerda) de dossiês, acusações mentirosas, enfim….. O TEATRO DAS TESOURAS e a Corrupção desenfreada,
    O ÚNICO dentro do corrupto e esquerdalha congresso nacional QUE AGLUTINAVA, que representava o constantemente achincalhado Governo/Periodo Militar…. era o BOLSONARO.
    A FACA FEZ COM QUE confirmasse a percepção de 60% dos eleitores da época…
    A ESQUERDAS TINHAM VICIADO TODAS AS ELEIÇÕES DESDE FHC
    stf e tse são golpistas.
    O judiciário brasileiro É OMISSO OU GOLPSITA.

    1-O algoritmo pode retirar voto de um e dar para o outro (roubasse 2 vezes)
    2-O algoritmo pode ESTERILIZAR os votos de um candidato transformando-o em Brancos/Nulos/Abstenção
    3-O algoritmo pode RETIRAR dos Brancos/Nulos/Abstenções e transformar em votos válidos para o candidato preferido do sistema corrupto.
    4- Um algoritmo SAGAZ, bem escrito/desenvolvido…. FAZ UMA MESCLA dos 3 modos de fraudar as eleições acima descrito.
    NUNCA MAIS SEJAM ENGANADOS pelo Sistema Eleitoral corrupto Brasileiro feito pelo stablishment do corrupto “deep State” Brasileiro.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.