-Publicidade-

STF marca julgamento que trata da vacinação obrigatória

Ações foram movidas pelo PTB e pelo PDT
Foto: Bruno Rocha/Estadão Conteúdo
Foto: Bruno Rocha/Estadão Conteúdo | Foto: Bruno Rocha/Estadão Conteúdo

Ações foram movidas pelo PTB e pelo PDT

stf marca julgamento que
Presidente Jair Bolsonaro é contra a medida | Foto: Bruno Rocha/Estadão Conteúdo

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski pautou para o próximo dia 11 o julgamento de dois processos. Ambos tratam da obrigatoriedade da vacinação contra a covid-19. No total, a Corte analisa quatro ações relacionadas ao assunto. O PDT pede que Estados e municípios determinem a imunização compulsória das pessoas. Por outro lado, o PTB quer que a medida seja considerada inconstitucional. O presidente Jair Bolsonaro já deixou claro que é contra obrigar quem quer que seja a se vacinar. Por outro lado, o governador João Doria (PSDB) quer forçar a população a se imunizar, e foi ao Ministério da Saúde para garantir a compra da CoronaVac (conhecida na internet como “vachina”).

Leia mais sobre a obrigatoriedade da vacina na reportagem especial que a Revista Oeste publicou

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 comentários

  1. Já nos obrigam a votar. A doar para campanhas políticas. O que estes partidos querem mais ? Obrigar-nos a tomar vacinas ? Que sabe, queiram depois obrigar-nos a tomar veneno ?

  2. Quem tem que decidir,se toma ou não,é a medicina seria,não estesignorantes do STF.
    Não entendem nem da constituição e muito menos de vacinação
    São uns BOSTAS DE CAPINHA

  3. Sentado na cadeira comendo pipoca para assistir a seção e ver o resultado. Claro que vc não irá ler o que escrevi nesta madrugada, mas te dou uma dica para refletir, já que é difícil atender leitores. Se for obrigatório, será fornecido atestado para a gente provar que foi vacinado? O atestado será fornecido por um médico “on line”, presencialmente ou por um robô? Para viajar, fazer passaporte ou prestar concurso público teremos que provar a vacinação? Sai dessa Cristyan.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.