Um Supremo que virou partido

Em sua coluna na Revista Oeste, J. R. Guzzo critica o comportamento do Supremo Tribunal Federal, que vem atuando, cada vez mais, de forma política, segundo a linha ideológica do PT
-Publicidade-
J. R. Guzzo critica atuação política do Supremo Tribunal Federal
J. R. Guzzo critica atuação política do Supremo Tribunal Federal | Foto: Reprodução

Em sua coluna na Edição 59 da Revista Oeste, J. R. Guzzo se debruça sobre o comportamento do Supremo Tribunal Federal (STF), que vem atuando, cada vez mais, de forma política, segundo a linha ideológica do PT, de seus satélites no Congresso e de tudo aquilo que se identifica com a chamada “esquerda”.

“O STF, na vida real, é um grupo de pessoas que agem na mesma direção de forma intencional, clara e constante. Têm os mesmos objetivos gerais. Dividem os mesmos interesses. É assim que se comporta um partido — e é assim que se comporta o Supremo”, afirma Guzzo.

Leia outro trecho:

-Publicidade-

“No caso do STF atual, a atividade em comum é a linha ideológica, política e partidária que se vê no PT, nos seus satélites no Congresso e em tudo aquilo que, de forma geral, se identifica com a chamada ‘esquerda’. O tribunal, em suas sentenças, atende de forma quase automática a tudo o que lhe pedem o Psol, as ‘organizações sociais’ e o universo contido no “campo progressista”. Decide, também de maneira praticamente sistemática, contra o governo. Anula leis e outras decisões do Poder Legislativo quando a esquerda, derrotada no plenário e no resto da ação parlamentar, pede que suas derrotas sejam convertidas em vitórias; diz quem ganha o jogo num campeonato disputado o tempo todo no tapetão. Prende um deputado e um jornalista, militantes de direita, por terem dito e escrito coisas que desagradaram os ministros. Conduz há quase dois anos um inquérito inteiramente ilegal contra adversários políticos. Tem um candidato à Presidência da República nas eleições de 2022 — o ex-presidente Lula. Falta alguma coisa?”

Revista Oeste

Além do artigo de J. R. Guzzo, a Edição 59 da Revista Oeste traz reportagens especiais e textos de Guilherme Fiuza, Ana Paula Henkel, Dagomir Marquezi, Rodrigo Constantino, Evaristo de Miranda, Theodore Dalrymple, entre outros.

Startup de jornalismo on-line, a Revista Oeste está no ar desde março de 2020. Sem aceitar anúncios de órgãos públicos, o projeto é financiado diretamente por seus assinantes. Para fazer parte da comunidade que apoia a publicação digital que defende a liberdade e o liberalismo econômico, basta clicar aqui, escolher o plano e seguir os passos indicados.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. É exatamente isso!
    Tal qual as dezenas de partidos de esquerda, o STF é composto de pessoas limitadas, desajustadas e amorais, que ao invés de contribuírem para o aperfeiçoamento da Democracia, garantir o exercício livre da pluralidade de ideias, tentam sob o único e exclusivo julgo das pautas de esquerda, mudar as tradições, hábitos, cultura e o caminhar de um povo que optou, nas urnas e dentro das regras democráticas, se livrar da corrupção e das práticas das visões distorcidas de mundo carreadas pela doença alucinante e alienante conhecida como esquerdopatia!
    Barroso, Carmen Lúcia, Fachin e Lewandowski, são tipicamente indivíduos característicos dessa facção de esquerdistas dadas as suas limitações, complexos e deformações de caráter que corromperam suas respectivas personalidades em direção ao viés socialista/comunista, enquanto que Toffoli, Gilmar Mendes, Alexandre de Moraes e Fux, embora em menor escala, têm como motivação outros interesses particulares.
    Já Rosa Weber, é alguém tipo Dilma, uma simbiose de ignorância com os pés nas nuvens, delas saem surpresas!!!

  2. Um bando de vagabundos e vagabundas que, além de inúteis, detonam com o pouco que presta neste país! Comedores e comedoras das fezes do capo 9 Dedos!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.