-Publicidade-

Weber manda à PGR notícia-crime contra Bolsonaro

Trata-se de uma ação que implica o chefe do Executivo por indicar o uso de hidroxicloroquina no enfrentamento à covid-19
O presidente da República teria cometido três irregularidades
O presidente da República teria cometido três irregularidades | Foto: Carlos Moura/SCO/STF

A pedido do PDT, a ministra do Supremo Tribunal Federal Rosa Weber enviou à Procuradoria-Geral da República uma notícia-crime contra o presidente Jair Bolsonaro. Trata-se de uma ação que implica o chefe do Executivo por indicar o uso da hidroxicloroquina no enfrentamento ao coronavírus. Caberá à PGR decidir se uma investigação será aberta. Segundo o processo, encaminhado no dia 11, ao promover o uso do medicamento, Bolsonaro teria cometido três irregularidades: 1) pôr a vida ou saúde alheia em risco; 2) direcionar recursos públicos para aplicações diferentes das previstas em lei; 3) dispensar licitação fora das hipóteses previstas na Lei nº 8.666 de 1993. Reportagem publicada na edição 3 da Revista Oeste mostrou que pacientes com covid-19, os quais utilizaram a droga, se recuperaram da doença.

Leia também: “Alexandre de Moraes autoriza mais um inquérito contra Daniel Silveira”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês