Revista Oeste - Eleições 2022
Joe Biden, João Doria, Vladimir Putin, Bill Gates e Justin Trudeau | Foto: Montagem Revista Oeste/Shutterstock
Joe Biden, João Doria, Vladimir Putin, Bill Gates e Justin Trudeau | Foto: Montagem Revista Oeste/Shutterstock

Passatempo para o fim do mundo

Segue uma lista de perguntas para você responder enquanto o mundo (não) acaba

Já que essa conjunção de nerds bilionários, burocratas sorridentes e ditadores enrustidos resolveu acabar com o mundo, vamos tentar pelo menos trazer um pouco de leveza ao processo. Segue uma lista de perguntas para você responder enquanto o mundo (não) acaba. Bom Carnaval.

  1. A guerra do Putin é de direita ou de esquerda?
  2. A direita é a da caneta e a esquerda é a do relógio, ou ninguém mais usa caneta e relógio e estão todos no centrão do iPhone?
  3. Quem usa o termo “geopolítica” para explicar as coisas está georreferenciado em quais georreferências?
  4. A nova pandemia prometida pelo Bill Gates vai esperar a outra acabar, ou os aplicativos modernos já permitem a aplicação concomitante de duas pandemias?
  5. Se as investigações no Senado dos EUA concluírem que os parças do Bill (Dr. Fauci e cia) financiaram manipulação de coronavírus em Wuhan e que a pandemia surgiu mesmo de um vazamento de laboratório naquela cidade chinesa, o processo poderá ser patenteado ou vai continuar tudo no terreno da pirataria?
  6. Já que o Bill Gates tem tanto feeling para pandemias, será que ele podia adiantar algumas características do próximo vírus, de forma que os jornalistas do consórcio já possam saber quais remédios baratos serão censurados, depois do de piolho e do de verme, para não perderem tempo e não deixarem faltar mordaça?
  7. O STF vai investigar se o Bolsonaro mandou o Putin invadir a Ucrânia?
  8. O STF vai investigar se o Bolsonaro mandou o Putin não invadir a Ucrânia e ele invadiu assim mesmo, provando que o Bolsonaro não manda nada?
  9. Se o blindado do Fachin não afasta a preocupação com tiros, não seria o caso de colocar, por segurança, duas máscaras nas urnas eletrônicas?
  10. Não é meio fora de moda falar em tanques na era da guerra biológica?
  11. Não seria o caso de a Rede pedir ao STF que determine a substituição das metáforas bélicas pelas metáforas farmacêuticas?
  12. Por que o Putin não encomendou ao Bill um plano mais moderno e barato para subjugar os ucranianos?
  13. Quem foi o gênio que inventou a tirania de boa aparência?
  14. Com quantos Trudeaus se faz um Xi Jinping?
  15. Quem tem lockdown, passaporte vacinal e imprensa venal precisa de exército?
  16. Se vários países já suspenderam o passaporte vacinal e o Sambódromo do Rio de Janeiro foi fechado para o Carnaval sem a suspensão do passaporte vacinal na cidade, o prefeito Eduardo Paes está:
  17. Em outro planeta;
  18. Em outra pandemia;
  19. Confiante na vacina e mais confiante ainda no vírus;
  20. Convicto de que vacina é uma coisa e imunização é outra;
  21. Perguntando ao seu comitê científico até quando esse papo vai colar.
  22. Se João Doria desistir mesmo de ser candidato a presidente, o que será feito daquele belo jardim montado cuidadosamente para o seu marketing pandêmico?
  23. Se depois que começou a vacinação de covid tantos jovens passaram a sofrer mal súbito devido às mudanças climáticas, não seria o caso de desenvolver uma vacina contra o aquecimento global?
  24. Se a Rússia trouxer o apocalipse nuclear antes da próxima pandemia, isso poderá ser considerado uma traição de Vladimir Putin a Bill Gates?
  25. Se o mundo acabar mesmo, como ficará a geopolítica?

Leia também “Lula & Alckmin na intimidade”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

36 comentários Ver comentários

  1. Rindo até morrer. Muito bom o texto. Continuando aqui na leva … uma pergunta. Alguém por aqui já se vacinou para ter imunidade contra caganeira ? kkkkkk.

    Mas agora… falando mais sério. Já estão começando a divulgar a nova variante. Agora é dá AIDS. E já está atacando com tudo. Agora tudo pronto para a fase 2. O gado já está acostumado e domesticado com as medidas protetivas. Vacina contra AIDS ? Será a próxima ? Por favor, pesquisem. Que venha logo o fim deste mundo. Aff.

  2. Perfeito ! Só ironizando, difícil tratar um assunto tão sério de outra forma, parece que estamos vivendo em um outro mundo, o que conhecemos antes se perdeu em meio a imbecilidade e a banalização das ideias .

  3. Excelente, Fiuza. Seu texto traz uma síntese dos últimos incoerentes acontecimentos que rondaram nossas vidas e faz um paralelo com esse conflito. Tenho as seguintes certezas: não foi pela saúde, não foi pela segurança sanitária, não foi pelas pessoas e nunca será. Parece que a demência é o fator comum que caracteriza os ditadorzinhos que estão no poder em muitos e muitos países. Abraço

  4. Fiuza! Sem palavras…amo as suas matérias, são leves, esclarecedoras de temas sérios, importantes para os brasileiros. Obrigada, por contribuir com a sua inteligência e conhecimento.

  5. Não me lembro da data, mas aconteceu de fato. A URSS mantinha Cuba financeira e
    economicamente, e o Sr Nikita Khrushchov, mandatário da URSS, enviou, para serem
    instalados em Cuba misseis atômicos. No meio do caminho foi contido pela marinha
    norte americana, pois o Sr John F. Kennedy não queria forças militares do pacto de Varsóvia no seu quintal.O Sr Nikita, recuou e não abriu fogo, evitando assim uma calamidade, e não ganhou o Nobel da paz. Pimenta no dos outros é refresco.

  6. Fiuza, não seria o caso do Randolfe Rodrigues aquele inútil senador do AP pedir ao STF que faça uma intimação ao Bolsonaro para tornar pública a reunião de 2 horas que teve com Putin? De preferência sob relatoria do Fachin ou do Barroso?

  7. Genial! E o pior é que toda essa caricatura corresponde, de fato, à tosca realidade em que estamos vivendo! O ser humano se tornou, ao mesmo tempo, burro, debilóide e mais mau caráter do que sempre foi, tudo junto, num mix hediondo que, se não fosse trágico, seria cômico. Mas é trágico.

  8. É preferível avaliar-se a inteligência de uma pessoa pela qualidade das perguntas que é capaz de fazer. Mais um excelente texto de Fiuza.

  9. Com tudo isso cheguei a uma conclusão: Que o maluco do Bolsonaro é muito menos louco do que os outros líderes mundiais, de governos estaduais ou de prefeituras municipais. E muito menos maluco do que o Bill Gates.

    1. O Bolsonaro não tem nada de maluco, é um dos líderes mais confiáveis do mundo. Totalmente coerente. A única coisa que lhe faz maluco é tentar ser presidente contra tudo e todos, dia após dia, neste país. Baita de um maluco ele!

      1. Concordo com você, Debora! E o Roberto Fakir não está sendo irônico. Está sendo verdadeiro. Se respondermos às provocações do Fiúza e reagirmos contra as respostas evidentes, salvaremos o mundo. Dá pra sentir na alma a hipocrisia e o cinismo em que vivemos hoje.

      2. É isso. Hoje, os debiloides sempre querem desqualificar aqueles que são líderes de fato. Quando todos desqualificam nosso presidente, temos a certeza, cada vez mais, que ele está certo e que nós soubemos votar, embora muitos dizem e insistem dizer que não sabíamos e ainda não saibamos.
        A corrupção de políticos e de empresas públicas e privadas sempre reforçaram, com campanhas de MKT, que nunca soubemos votar porque, assim, a culpa era nossa e não deles.Forte abraço.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.