-Publicidade-

O príncipe autoritário e a prefeita negra

O palavrório insultuoso de Doria tropeçou na elegante altivez de Suéllen

A jornalista Suéllen Rosim, 32 anos, é prefeita de Bauru por ter convencido grande parte do eleitorado de que estava mais preparada que os adversários para solucionar os principais problemas da cidade. O mais antigo é a escassez de água potável. Esse pode ser resolvido com verbas e métodos modernos. O mais recente é a pandemia de coronavírus. Esse é bastante complicado. Se ainda não apareceu a estratégia perfeita para o combate à covid-19 em nenhum município, ninguém pode dizer com segurança o que deve ser feito num município cuja economia, afetada pela carência de indústrias, se ampara no vigor do comércio e do setor de serviços. É o caso de Bauru. Ao longo da campanha, Suéllen defendeu sua opção para reduzir perdas e danos: fortalecer a franzina rede hospitalar e, simultaneamente, adotar rígidas normas de distanciamento social que evitassem a paralisia por períodos extensos demais dos alicerces econômicos de Bauru. É o que ela tem tentado fazer desde 1º de janeiro, quando assumiu o cargo.

Passados 35 dias de mandato, milhares de bauruenses constataram que, neste momento, o ranking dos piores problemas enfrentados pela prefeita é liderado pelo governador João Doria e seus generais metidos na guerra em curso na frente paulista. Como sabem os espectadores da Ópera dos Farsantes, ninguém ama com tanta intensidade os brasileiros de São Paulo quanto o sumo sacerdote da seita que detém o monopólio da paixão pela vida. Ninguém enfrenta o vírus chinês com a tenacidade do líder escoltado por devotos que capricham no papel de coadjuvantes há quase 200 entrevistas coletivas. Os integrantes do alto-comando baseado no Palácio dos Bandeirantes conhecem todas as cidades paulistas muito mais que seus prefeitos. Quem ousa contestar uma única vírgula dos decretos baixados pelo chefe supremo é sumariamente remetido às galés em que gemem bolsonaristas, terraplanistas, inimigos da ciência e da vida. É lá que o clube dos adoradorias sonha instalar Suéllen Rosim.

Desde o dia da posse, aflita com a expansão do coronavirus na região, Suéllen faz o que pode para conseguir os leitos de UTI que faltam há muitos meses e encontrar secretários estaduais dispostos a ouvi-la sobre as urgências e peculiaridades da cidade que governa. Em São Paulo não encontrou nenhum. Voou para Brasília e descobriu o aliado ideal: Marcos Pontes, ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação e, mais importante ainda, nascido em Bauru. O único astronauta brasileiro abriu-lhe as portas de ministérios relevantes e conseguiu que fosse recebida por Jair Bolsonaro. No mesmo dia, Suéllen divulgou a foto dos dois. Os brasileiros normais viram na imagem o presidente da República e a prefeita de Bauru. O governador enxergou uma dupla de inimigos. E então emergiu a terceira e talvez definitiva versão de João Doria. É bem diferente das anteriores.

O que as feministas não teriam feito se a ofendida fosse alguma militante do PT ou do Psol?

A versão original parecia ter acabado de sair de um manual de boas maneiras. Jornalista bem informado, empresário bem-sucedido, educado, procurava controlar-se mesmo quando lidava com atropeladores de sua mais aguda obsessão: a pontualidade de matar de inveja um lorde britânico. Nem sempre conseguia. Para impedir alterações nos horários das centenas de eventos dos encontros que promovia na ilha de Comandatuba, o presidente do Lide interrompia com um apito o jogo de vôlei a dois pontos do fim, ou negava os 30 segundos a mais solicitados pelo orador do discurso confinado em três minutos. Agora está claro que o respeito à pontualidade camuflava o autoritarismo que ficou mais nítido no Doria prefeito e começa a exibir dimensões preocupantes no modelo governador.

O empresário cavalheiresco, risonho, gentil não se reconheceria no político que produziu em 1º de fevereiro a enxurrada de grosserias que deixaria constrangido até um Nicolás Maduro. “Infelizmente, existem os poucos que, como a prefeita de Bauru que, de forma negacionista, ainda faz vassalagem ao presidente Jair Bolsonaro, visitando-o no Palácio do Planalto, ao invés de proteger a população de Bauru e defender a saúde e a vida de seus habitantes”, desandou o governador que em dezembro, depois de fechar São Paulo de novo, decolou rumo às lojas de uma Miami livre de quarentenas. A prefeita acusada de negacionismo jamais fechou os olhos à pandemia de coronavírus e à necessidade de combatê-la. O que Doria reduziu a um ato de vassalagem foi uma audiência concedida pelo presidente da República à prefeita de uma grande cidade. Ainda durante a campanha eleitoral, Suéllen deixou claro que concordava com várias ideias de Bolsonaro e discordava de outras tantas. “Nunca fui vassala de ninguém”, frisou a mulher que se transformou em alvo do chilique insultuoso por ter incorrido, aos olhos de Doria, no pecado da independência e no crime de altivez.

Na semana anterior, ao receber o decreto que castigou São Paulo com outro lockdown fantasiado de “fase vermelha”, assessores da prefeita haviam editado um decreto municipal que incluiu o comércio e o setor de serviços na relação de atividades consideradas essenciais. Colérico, Doria revidou com um recurso logo acolhido pelo Tribunal de Justiça. Suéllen conformou-se com o golpe sofrido pela economia de Bauru. E reagiu ao besteirol agressivo com uma aula de civilidade, encerrada com o recado pedagógico: o governador deve tratar a prefeita tão respeitosamente quanto a prefeita trata o governador [veja o vídeo]. A ira não cessou. No meio da semana, o decreto que abrandou a quarentena na maior parte do Estado manteve Bauru na zona vermelha. “A liberação de 120 leitos de UTI já me deixou feliz”, consolou-se Suéllen.

A elegante firmeza da moça que cuida de Bauru contrasta com o servilismo obsceno de jovens áulicos que aplaudem até escorregões do governador. Um deles é Marco Vinholi, 36 anos, secretário do Desenvolvimento Regional, que se apressou em bajular o chefe com uma nota escrita em português de colegial sem chances no Enem. “Suéllen age não apenas como uma militante bolsonarista, age como fã; e fã faz tudo pelo ídolo, inclusive ser pouco racional”, delirou Vinholi. “Num momento em que Bauru tem recorde de casos de coronavírus e 90% dos seus leitos de UTI, a prefeita passa por cima da Ciência e da Medicina, lançando mão de negacionismo.” Sempre torturando o idioma, Vinholi ameaçou instalar Bauru no fim da fila da vacinação. “Muita gente faz priorização por partido, por política ou por qualquer outro tipo de questão”, avisou em dilmês castiço. “A nossa priorização será para aqueles que respeitam a vida. Todos terão parceria, mas a prioridade serão com os gestores responsáveis.” Vassalagem é isso aí. Vassalagem e ignorância, berra esse “a prioridade serão com”. Nos anos 60, Nelson Rodrigues advertiu que os idiotas haviam perdido a vergonha e estavam por toda parte. O cronista genial talvez soubesse que, 60 anos depois, estariam congestionando os primeiros escalões do poder.

No momento da agressão a Suéllen, mulher e negra, onde estavam os movimentos feministas e antirracistas que localizam misoginia na ausência de mulheres na final da Libertadores, e enxergam um sórdido preconceito no branco das paredes nuas? O que não teriam feito se a ofendida fosse alguma militante do PT ou do Psol? Como a prefeita negra é também evangélica e conservadora, foi abandonada por esses clubes de farsantes. Para eles, gente assim não é gente. É uma não pessoa. E portanto pode ser chicoteada verbalmente por um figurão da elite branca que não consegue disfarçar o ódio a divergências e o desprezo pelo convívio dos contrários, sem o qual não existem genuínas democracias.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

89 comentários

  1. O Dória está bebendo veneno e esperando que outros morram .
    Certamiente já morreu e por isso não se pode constatar os hematomas produzidos por sua auto-imolação.

    1. Essa moça tem tudo para fazer uma excelente gestão, e o fará. Quanto ao Dória, é um farsante imbecil, vaidoso e autoritário. Apenas isso.

  2. O DesGovernador João “Tranca-rua” Dória, a cada palavra podre que rumina, coloca sempre pra baixo a seta de sua popularidade. E em velocidade supersônica! Ele já não engana ninguém com suas falácias, a não ser seu covil de bajuladores! Nem mesmo a cúpula tucana já o suporta, tendo o ex-presidente e atual palpitador mequetrefe, FHC, ver em Luciano Hulk (?) a saída ideal para que o PSDB emplaque algo em 2022. Ambos, Dória e Hulk, são unha e carne em hipocrisia disfarçada de humanismo, tudo em nome da ciência.

  3. Muito bom, como sempre. Sim, os idiotas congestionam os escalões diversos do poder. Não há qualquer vergonha de ser sem-vergonha. Trata-se de aparecer, pura e simplesmente, para a patota. É uma eterna “sensação de pertencimento”, seja lá o que isso for. Triste mundo de trânsito excessivo de informação. As pessoas estão em pane.

    1. Assim que todos prefeitos deveriam lidar com os problemas que afligem sua região.Ir a luta e passar a verdade do que vive para instâncias superiores,prefeita de Bauru foi a luta e não aceitou as ofensas do Ditador Dória,mostrou a que veio e foi em frente, defendendo o que achou correto.Nao se intimidou com os ataques.Doria faz mal para o estado que governa, estamos perdendo em relação aos estados com menos recursos ..

  4. Senhores, é impressionante o estrago que esse silêncio barulhento tem causado na causa das feministas, e das que defendem a causa dos negros, e outras minorias. Um homem branco rico supostamente hétero partindo pra cima de uma Mulher e Negra,
    Afinal o que defendem esses grupos?

  5. A cereja do bolo autoritário com recheio de chiliquito veio em seguida com o destempero do governador pedindo a demissão do competente Rodrigo Constantino que saiu em defesa da corajosa prefeita. Que semana em governador? Sua ciência, ciência, ciência deve ter sede na Coreia do Norte.

    1. Augusto Nunes, outra vez parabéns, show de matéria. Será q esse Doria não tem escrúpulo; O sujeito ‘fecha ‘ são Paulo e vai p Miami comprar calcinha apertada ; A prefeita saiu de Bauru e foi a Brasília solicitar ajuda para os munícipes sob sua responsabilidade, isso sim é um gesto de governabilidade ao contrário do Ditadoria cujo gesto foi ” vou pra Miami, tô nem aí p vcs paulistas”. Desse jeito.

  6. O calcinha apertada está dando chilique atrás de chilique. É o desespero de quem sabe que enterrou sua carreira política. Não ganha nem pra síndico de prédio mais…Mostrou seu caráter vil, quando cravou uma faca nas costas do Bolsonaro.

    1. Tudo o que o Brasil não precisava agora, é de um babaca arrogante governando o principal estado brasileiro. Quanto as suas mãos agarradas no SACO do Capitão, pra poder se eleger, contrastando com sua postura de covarde trairagem, só mostra sua total e insanáveis FALTA DE CARÁTER. Que bom… assim não teremos DÚVIDAS…!

  7. esses seres que “se acham” (gíria antiga que vale muito aqui) não percebem, ou percebem e ignoram, que o povo não é idiota/trouxa, que uma ofensa dessas passa desapercebida por conta de um sorriso falso ou uma roupinha bem alinhada. passou o tempo disso, anos de esquerdismo educou o povo a não aceitar mais discursinho de que eles estão lá para proteger o povo. imbecilidades serão combatidas nas eleições. o esquerdismo anterior já percebeu, o PT perdeu quase todas as prefeituras e esses senhores que estão momentaneamente no poder voltarão a sua pequenez.

  8. Caro, Augusto, a cidade está se unindo cada vez mais e apoiando a prefeita. Sugiro que ouça também o Dr. Emilson Komono, procurador que foi aos hospitais mostrar a realidade dos fatos.

  9. Dória vai ter que fazer igual ao condenado ex presidente fazia. Escolher os jornalistas, formular as perguntas e sair vencedor em suas entrevistas. Nos problemas reais do Estado ele perde em todos sentidos.

  10. Não entendí o porque a Prefeita da querida Baurú não recorreu a quem lhe deu autonomia para atuar com a peste chineza!!!
    Falta de confiança?
    Será mesmo que o vagabundo do Dória tem razão? Pura vassalagem, terraplanismo…
    cara maluco não?
    Vaio peidar doriana!!!

  11. Essa palavra ,“vassalo”, deve ter entrado recentemente no vocabulário do desgovernador. Ele também a utilizou para desferir seu ódio contra Rodrigo Constantino. Parece haver uma “agulha”impossibilitando a oxigenação do cérebro desse indivíduo, que se acha acima de todos os demais mortais.

  12. Genial, Augusto como sempre. Permita me repetir a sugestão do Paulo Rosseti, algumas linhas atras, de analisar a fala do promotor de saude de Bauru e região, Dr Komono, que expos a farsa do governo estadual falando de saude e fechando leitos de hospital. Tambem importante citar a reação dos doutos do Bandeirantes, á fala do promotor.

  13. João Doria um ser que se considera inatingível, todos que os criticam, com razão, são negacionista, palavra esta que adotou em seu dicionário exclusivo, quanta mediocridade, incapacidade e vergonha para um estado que representa a maior força econômica do país. Deputados de São Paulo o que mais precisa esse governador provar para ser afastado, não é o suficiente?

  14. Pelo menos sabemos que nas próximas eleições o Bob Dória Calça Apertada não terá a mínima chance, nem mesmo se concorrer a uma vaga de vereador.

  15. Como sempre, muito bom….
    A melhor parte, na minha opinião, é a aula de língua portuguesa para um Secretário de Estado. Seria cômico se não fosse trágico !!!!

  16. Augusto, obrigado pela demonstração de uso da razão e por trazer à luz para nos, mais uma vez, o que a ideologia faz: contrafação do real.
    O bom é que a hipocrisia não consegue nem ser coerente, assim o Doria demonstra quem é de verdade, uma pena! E a raiva que transborda……
    Todo apoio à Suéllen!

  17. Quero estar bem vivo e acordado, na hora que este sevandija cairo do cavalo, este bucéfalo metido a chefete politico quem sérios transtornos mentais, talvez uma boa clinica de tratamento para pessoas traumatizadas consigam recuperar alguma coisa boa de dentro deste duende sem fundamento.

  18. João Doria Jr., você é um CANALHA! Se existe vassalagem, é a que você faz com os chineses. Você é simplesmente REPUGNANTE. Se tivesse um pingo de vergonha na cara renunciaria ao c argo que ocupa imediatamente. Isso certamente irá livrá-lo da maior derrota de sua vida, em 2022. Mas nunca o livrará do julgamento do povo.

  19. Nas reações emocionais infantis demonstradas com a Prefeita de Bauru e com o jornalista Rodrigo Constantino, Dória provou “a olhos vistos” que perdeu a sanidade mental #impeachmentdedoriaja

  20. doria é um psicopata. megalômano completo e com fortes características de mitômano. perfil perigosíssimo, portanto. a boa notícia é que não irá muito longe.

  21. Se fosse tão somente um gestor desastroso seria até bom. Mas o mini ditador de Sao Paulo é um megalomaníaco que não admite ser contestado em nada, mesmo diante de fatos que atestam sua incompetência estampada nos 54 mil mortos de São Paulo

  22. Parabéns Augusto! mais uma vez, nos presenteia com um ótimo texto! Sou de Marília, próximo a Bauru, e já tive o prazer de conhecer a Suéllen, tanto como jornalista, quanto como cristã! Tenho certeza que Bauru está em boas mãos!

  23. Os farsantes, enganadores, covardes, autoritário, como esse governador e quem o apoia, não perceberam que o povo está mais informado e, por consequência, mais difícil de ser enganado. A população já sabe que eles acusam os outros, justamente, do que eles praticam.

  24. Parabéns Augusto, por retratar tão bem a verdade dos fatos, onde a prefeita Suéllen na sua simplicidade e objetividade, na busca por uma solução viável e rápida para a população da sua cidade, feriu de morte o ego hipócrita de joão agripino dória, o idiota do momento.

  25. Precisamos de mais autoridades como a prefeita Suellen, que briga de verdade pelos seus eleitores e, quando não encontra apoio em um escalão governamental, vai procurar em outro que compreenda as reais necessidades do povo. Ela viajou para Brasília em busca de ajuda, enquanto aquele que a chama de vassala e negacionista trancou tudo no estado que ele “governa” e viajou para Miami em férias. Quem dera São Paulo fosse administrado por alguém como ela!

  26. Parabéns Augusto, sou sua fá mais velha com certeza. O governador Doriana esta levando meu rico Estado de S. Paulo a ser um Estado sem nada ou falido, muito triste.
    Parabéns para Suellen esta prefeita guerreira, que sabe defender sua cidade. E Parabéns também aos bauruenses, por ter elegido esta joia como Prefeita.

  27. o DitaDória (é assim que o chamamos) não vive no mundo dos fatos, para ele e seus tecnocratas o covid 19 não “anda” de metro e ônibus, principalmente no horário de pico como milhares de trabalhadores, em contrapartida ele e seus tecnocratas “sabem” que o virus adora frequentar bar e restaurante após as 22:00 e nos finais de semana, hilário não é, ou seja, metro lotado pode, ônibus lotado pode comércio em geral não pode e a comida na mesa de quem trabalha nesses setores “que se dane”

  28. Caro Mestre Augusto Nunes,
    Artigo maravilhoso e que retrata o que efetivamente aconteceu.
    Mais uma vez o governador de SP foi truculento, deselegante e desrespeitoso com uma prefeita que só estava querendo resolver os gravíssimos problemas que herdou em seu município.
    Augusto Nunes, como sempre, pondo Os Pingos nos Is !

  29. DoriANA é hoje o último bastião do “centro democrático” criado para destruir o fascista e genocida presidente do Brasil. Além de se afundar na política, também está comprometendo seus negócios. João “Agripino” Doria, esse é o cara que tá ferrando São Paulo!!!

  30. Vamos a Ciência
    Ciência em primeiro lugar.
    Chega de elucubrar, para saber quem a população de Bauru apoia, ou a Prefeita (negacionista, terraplanista, machista, bolsonarista) ou Grande Joao Doria (pessoa sinônimo de virtudes e benesses, um iluminista, um homem da ciencia).
    Em nome da Ciência, proponho um teste prático. Sugiro deixarmos os dois caminhar pelas ruas de Bauru, sem seguranças , entrar no meio do povo.
    Será no mínimo muito interessante ver o nosso grande governador receber palavras de gratidao e incentivo da população de Bauru.
    Receberia tambem presentes da culinaria local, ovos, os melhores e os maiores ovos caipiras, vindo de todos os lados.
    Seria uma memorável manifestação popular
    por isso que eu amo a ciência

  31. Bravo Prefeita!!! Bravo Augisto Nunes, seu texto sempre afiado como faca da Tramontina. Obrigado por pessoas assim ainda existirem neste país.

  32. Excelente artigo. Sempre vigilante, atento aos fatos que enobreçam ou desmereçam pessoas públicas, principalmente políticos e governantes, responsáveis que são pelo destino do nosso povo. Os “velhacos da politicagem” são indignos de consideração e respeito dos cidadãos de bem e, por isso mesmo, devem ser extirpados da vida pública nacional. Te cuida “calcinha apertada”! Parabéns Augusto Nunes.

  33. A ameaça do Secretário de que Bauru ficará no fim da fila de vacinação é de uma gravidade tão grande que o MP deveria acioná-lo imediatamente.

    1. Exatamente, Decinval esta ameaça, de deixar Bauru para o fim da fila, é de arrepiar a Democracia que vivemos. Será que vivemos numa democracia ainda? Que nojo desse doria. (com minúscula mesmo)

  34. Brilhante texto, como sempre, foi preciso em cada palavra. Sou de Bauru, a Prefeita Suéllen vem se mostrando uma guerreira diante do caos em que foi deixado Bauru nos últimos anos, mas principalmente diante dos chiliques do desgovernador Agripino (ele não gosta que o chamam de Agripino), pois bem, o Agripino não ganha mais nenhuma eleição, como dizem, até para síndico, com todo respeito aos síndicos.

  35. Caríssimo Augusto. O texto é sensacional, quando você o está lendo, têm-se como se estivesse vivendo as cenas, especialmente aquelas de apito em punho, encerrando atividades esportivas em Comandatuba. Quanto aos ataques à Prefeita Suéllem, sofridos antes da eleição e, depois dela, pelo pequeno grande aprendiz de ditador, Dória, o “playboy da 3ª idade”, segundo a Policia Militar de Minas, mas o fato é que a esquerdalha mantêm-se num silêncio ensurdecedor. Na verdade o POVO prendeu o Dória no Palácio dos Bandeirantes, e não lhe dará alvará de soltura, enquanto a Prefeita de Bauru navega nas ondas do sucesso e do reconhecimento popular, o que certamente, lhe abrirá as portas do Palácio dos Bandeirantes, nas próximas eleições. É só aguardar.

  36. Excelente texto, Augusto Nunes. Pena que o ditador – que já está evoluindo para tirano – não terá cérebro para entender e muito menos empatia para perceber a própria perversidade.

  37. Excelente artigo Augusto Nunes, grata por colocar em palavras o que penso.
    Que tenhamos mais pessoas com a atitude da prefeita de Bauru , a coragem de enfrentar uma crise, e um ditaDória com as ferramentas corretas, tem todo meu apoio. Parabéns Suéllen, vc me representa.

  38. A única saída para não morrer, é a “desobediência civil geral” contra este arremedo de ditador.
    Parabéns a Senhora Prefeita (com pê maiúsculo)!!

  39. Prefeita Suéllen, estamos contigo
    Lamentavelmente votei neste governador pela ausencia de outro – ESTOU ARREPENDIDO !!!
    Politicos de meus estado precisando URGENTEMENTE PENSAR EM COMO ACABAR COM ESTA GOVERNANCIA ANTI DEMOCRATICA QUE TROCA LEITO E VACINA POR APOIO POLITICOS

  40. Fico chateado diante do desequilíbrio de forças. Numa situação dessas, se as acusações e agressões verbais do governador de SP fossem contra uma prefeita do PT ou PSOL, haveriam inúmeras movimentações midiáticas, de ONGs e até judiciais. Mas essa hipótese jamais aconteceria, pelo simples fato de que companheiro não briga com companheiro. Mas quando ocorre contra alguém que não é da “turma” nada de muito sério acontece. Isso é que frustra! Temos aqui uma bela matéria do genial Augusto Nunes, como certamente temos de outros grandes jornalistas e observadores. Porém, não existe uma força estruturada e unida que compre a briga desses heróis e heroínas, que intimide os agressores e façam pensar duas vezes antes de novas agressões. Vejam que sempre se tem o que aprender, mesmo com a esquerda.

  41. acho que a prefeita foi até comedida nas suas considerações sobre esse comentário idiota do (des)governador…
    quanto a eventual falta de solidariedade vindas de movimentos ligados à esquerda, nada mais normal…a esquerda merece vários adjetivos depreciativos, mais nenhum mais adequado do que “hipócritas”…

  42. NO HOSPÍCIO TAMBÉM EXISTEM VÁRIOS FARAÓS, VÁRIOS JESUS CRISTO, VÁRIOS PAPAS, VÁRIOS BUDAS, VÁRIOS REIS E RAINHAS, VÁRIOS NAPOLEÕES ENFIM, TODA UMA FILA DAQUELES QUE SE ACHAM E SE COMPORTAM COMO SERES SUPERIORES À HUMANIDADE IGNARA!!! POR FALTA DE COMPANHIA CALÇA APERTADA NÃO MORRERÁ DE TÉDIO!!! PORTANTO, INTERNAÇÃO COMPULSÓRIA JÁ!!!!!

  43. …e a lagarta escura continua rastejando, embalada pelo seu delírio de se tornar capaz de construir um casulo, deixar-nos em paz durante breve tempo, e depois ressurgir como uma borboleta com as cores do arco-íris. Prefeita, lamento, mas a falta de um cérebro funcional não permite que ela entenda sua admirável elegância. Lagartas desvairadas são assim mesmo.

  44. Chega a ser irritante este nosso governador e ameaçar uma prefeita eleita pelo povo é de uma deselegância absurda.
    As atitudes de Suéllem chegam a dar inveja a muitos munícipes pelo Brasil afora.
    Todos adorariam ter uma prefeita que assim agisse em prol da sua população.
    Não interessa se é NEGRA, LINDA, EVANGÉLICA, MULHER e seja lá o que for, mas gostaria de te-la como ALCAIDE da minha cidade.

  45. Alguém poderia me informar, a que horas do dia, e a que dia do mês, Agripino Doria reserva para “realmente” governar a cidade de São Paulo?

  46. O mais rico estado da Federação elege um Dória para a prefeitura e posteriormente para o governo do Estado. Esse Senhor age exatamente com o mesmo autoritarismo do STF. Até quando os cidadãos paulistanos suportarão as atrocidades desse Senhor? Deve cair pelo impeachment.

  47. prefeita Suellen, pode fazer prevenção com Ivermectina, é tão ou mais eficaz que as vacinas, enquanto elas não chegam. e são seguras . Campo Feliz conseguiu.

  48. Dória – ou melhor, Agripino – me lembra muito, pelas suas atitudes e chiliques, aquele personagem de Charles Chaplin no filme “O Grande Ditador”, principalmente, quando, sozinho em seu gabinete, joga para cima uma bola imitando o globo terrestre e, se delirando ao rebater a mesma com o bumbum, extasia-se, pela ideia de dominar o mundo. Tenho a leve impressão que, na intimidade de seu gabinete – ou no banheiro de sua mansão – ele se fantasia de Hitler.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site