PDT comemora decisão de Fux sobre Forças Armadas

Liminar do ministro do STF sobre as Forças Armadas é classificada como vitória política pelo PDT
-Publicidade-
Ciro Gomes
Foto: EBC/Divulgação
Ciro Gomes Foto: EBC/Divulgação

Liminar do ministro do STF sobre as Forças Armadas é classificada como vitória política pelo PDT

ciro gomes - forças armadas
Ciro Gomes Foto: EBC/Divulgação

O PDT está rindo à toa. O candidato do partido nas eleições de 2018, Ciro Gomes, celebra a decisão do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), que delimitou a atuação das Forças Armadas. A razão da comemoração é que a liminar deferida pelo magistrado atende a uma demanda protocolada pela legenda da centro-esquerda.

-Publicidade-

O partido pediu que o STF interpretasse o artigo 142 da Constituição, que trata sobre as Forças Armadas. O pedido foi distribuído para Fux, que ponderou sobre o poder limitado do Exército, da Marinha e Aeronáutica. “Excluindo-se qualquer interpretação que permita sua utilização para indevidas intromissões no independente funcionamento dos outros poderes”, ponderou.

A reação do PDT não tardou. Ainda na sexta, o presidente nacional do partido, Carlos Lupi, comemorou nas redes sociais. “STF atende ação do PDT que impõe limites à atuação das Forças Armadas. Ministro Fux diz, em decisão liminar, que as Forças Armadas não são poder moderador em eventual conflito entre poderes. Mais uma vitória do PDT na defesa da Constituição e da democracia!”, comentou, no Twitter.

Pela mesma rede social, foi a vez de Gomes tecer comentários. O ex-governador do Ceará e pré-candidato às eleições de 2022 pelo PDT disse que o partido tem “lutado muito” para ajudar o povo. “Orgulho de ser PDT”, comentou.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

17 comentários

  1. “STF, agilmente, proferiu sua decisão de um assunto de extrema importância, até porque, o Presidente insistentemente vem falando sobre golpe militar (apesar de eu nunca ter escutado ou lido o presidente ter dito isto), contudo, acredito nos Antifascista.” Estudante da USP de filosofia há 14 anos, bancado pelo estado e/ou pai, e adora um fuminho.

    1. Ciro Gomes com isso prova que não passa de mais um político oportunista, que acredita e busca impunidade, SEM limites e escrúpulos.
      Não confiamos nem perca dinheiro com candidatura! Se depender de brasileoros trabalhadores e decentes que nao vivem as custas do dinheiro alheio, voce nao se elege a mais nada!
      INSIGNIFICANTE!

  2. Replico o texto de Milton Pires, de Porto Alegre.
    Trata-se de uma reflexão muito abalizada!

    Repassando..

    “Sobre o Ministro que “decidiu” que Força Armada não é Poder Moderador.

    (Milton Pires)

    Um Juiz do Supremo Tribunal Federal que decide que “as Forças Armadas não podem ser Poder Moderador” da República só pode ter perdido o juízo já que parece não ter a mínima ideia do que vem a ser Forças Armadas, o que vem a ser “Poder Moderador”, nem o que é República.

    A República, do latim “res publica”, ou “coisa pública”, é uma forma de Governar o Estado. O “Poder Moderador” é uma forma de Poder que existiu durante o Império e não vale a pena nem explicar aqui o que é, porque foi extinto pela Constituição de 1891 …o Judiciário é um dos Poderes dentro do Estado de Direito.

    As Forças Armadas JAMAIS foram uma “forma de Poder”, muito menos um “Poder Moderador”.

    As Forças Armadas NÃO estão NEM de fato NEM de direito sujeitas à coisa alguma em parte alguma do Mundo em época nenhuma. A única coisa capaz de sujeitar, de se IMPOR sobre uma Força Armada é OUTRA Força Armada.

    É uma fantasia, uma estupidez achar que uma Força Armada DEVE agir dentro ou fora da Constituição ou da “Lei”.

    A Constituição, os 3 poderes, o Poder Judiciário e a própria República SÓ EXISTEM porque as Forças Armadas, em qualquer lugar e em qualquer época, GARANTIRAM e GARANTEM a Existência de todos eles. Não se trata da existência ou não de “Estado de Direito no Brasil”, trata-se da Existência DO Brasil.

    Um país não se declara INDEPENDENTE de outro sem garantia da Força Armada. Só depois disso é que ele passa a SER um país, a ter Constituição, a ter Poderes que podem ser “obedecidos”.

    As Forças Armadas NÃO são a Lei, são a FORÇA em estado puro que GARANTE que um Estado possa ter uma Constituição, um Poder Judiciário, uma LEI e um Governo Democrático, Monárquico, Imperial, Republicano, Parlamentarista, Racista, Nazista, Fascista, Lésbico, ou Antropofágico…eu sei lá…

    As Forças Armadas NÃO nascem da Lei; é o contrário – a LEI, historicamente, nasce das Forças Armadas ficando quietas e dizendo – “Bom, agora vamos ter um Governo da LEI, não da Força”.

    Jamais existiu NEM jamais vai existir OBEDIÊNCIA derivada da Força Armada – Obediência deriva da submissão à LEI, não à Força Armada. O que deriva da Força Armada é o MEDO.

    Dentro das Forças Armadas o que existe NÃO é obediência – é Hierarquia e Disciplina. Não é uma “Lei” que me faz cumprir a ordem do oficial superior; é a hierarquia DELE e a MINHA disciplina.

    É por isso que eu, quando era militar, se não cumprisse uma ordem, seria PRESO. Enquanto civil, se não cumpro a Lei que devo OBEDECER, eu sou PROCESSADO.

    Decidir que as Forças Armadas NÃO são o “Poder Moderador” é como decidir que o meu cachorro é, de fato, um cachorro porque está escrito na Constituição que ele é um cachorro e não um gato.

    É como dizer que ele só tem “poder de ser cachorro”, não o “poder de ser um gato”. Escrito ou não que ele é um cachorro, decidido ou não pela “Lei” que ele é um cachorro, ele continuará sendo um cachorro e manterá, com ele, todos os seus poderes caninos…incluído aí o poder de, como fazem os cães, MORDER alguém quando é isso que eles acham que deve fazer.

    Porto Alegre, 12 de junho de 2020.”

    1. PDT e STF, viraram piada nacional!
      Quem ainda acredita no STF?
      Depois do teratológico inquérito, este colegiado não vale uma cédula de três reais.
      Virou chacota nacional!

      1. Grande coisa o PDT do Ciro Gomes ganhou! Ah me poupe! Aceitem que perderam as eleições e deixem o governo fazer o serviço dele em paz. Q saco! Eu não votei no STF para administrar o Brasil! E outro Bolsonaro não tem pq fazer golpe militar, ele já Presidente.

    2. Perfeito. Faz algum tempo que vi um video do Jurista Ives Gandra explicando exatamente isso. Que as FFAA não precisam sequer da constituição para agir. Se for visualizado a necessidade da ação ela assim o fará, não vai ser uma lei que irá impedir.

    3. Parabéns!por esta explanação direta;verdadeira e legítima das forças armadas! Só acho q este mesmo poder deveria frear os absurdos cometidos ultimamente por este stf q já há muito tempo deixou de ser um dos três alicerces da democrácia brasileira,tentando e quebrando a lei e a ordem nacional!??????

    1. Parabéns!por esta explanação direta;verdadeira e legítima das forças armadas! Só acho q este mesmo poder deveria frear os absurdos cometidos ultimamente por este stf q já há muito tempo deixou de ser um dos três alicerces da democrácia brasileira,tentando e quebrando a lei e a ordem nacional!??????

  3. Deixa o Ciro cangaceiro e o STF acharem que um pedaço de papel com a assinatura de uma pessoa que entrou apenas por indicação política tem validade. Quero ver a cara deles quando tiverem uma baioneta em seus narizes, o que irão fazer além de se mijarem nas calças e em duas togas.

  4. Deixe ver se entendi: O PDT perguntou ao STF se as Forças Armadas podem constitucionalmetne intervir no STF, caso este extrapole sua competência e o STF disse que não. Alguém imaginava uma resposta diferente??

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site