Empresas suspendem 5G em aeroportos para evitar ‘caos’

A decisão foi tomada depois que companhias aéreas dos Estados Unidos alertaram para problemas com a nova rede de tecnologia
-Publicidade-
O sinal das redes de tecnologia poderá afetar a operação das companhias aéreas nos aeroportos americanos
O sinal das redes de tecnologia poderá afetar a operação das companhias aéreas nos aeroportos americanos | Foto: Cristoph Scholz/Flickr

As empresas de telecomunicações dos Estados Unidos (EUA) informaram que vão atrasar o lançamento da rede 5G nas proximidades dos aeroportos.

A Verizon e a AT&T, principais provedores de interno do país, vão suspender temporariamente a implantação da tecnologia, segundo o comunicado divulgado pelas empresas na terça-feira 18.

“Concordamos voluntariamente em adiar temporariamente, à medida que continuamos a trabalhar com a indústria da aviação para fornecer mais informações sobre nossa implantação de 5G, uma vez que eles não utilizaram os dois anos que tiveram para planejar responsavelmente esta implantação”, disse um porta-voz da AT&T.

-Publicidade-

O presidente Joe Biden agradeceu à Verizon e à AT&T por sua decisão de adiar a implantação.

“Este acordo evitará interrupções potencialmente devastadoras nas viagens de passageiros, operações de carga e nossa recuperação econômica, ao mesmo tempo em que permitirá que mais de 90% da implantação de torres sem fio ocorra como planejado”, disse Biden.

Tecnologia 5G pode gerar ‘caos’ em aeroportos

A decisão foi tomada depois que os presidentes de dez companhias aéreas alertaram sobre um possível “caos” que representaria a ativação da tecnologia das redes de 5G nas proximidades dos aeroportos norte-americanos.

“Escrevemos para pedir urgentemente que a rede 5G seja implementada a partir de 19 de janeiro em qualquer local, exceto a três quilômetros das pistas de aeroportos, como foi definido pela autoridade de aviação federal”, destacou o comunicado.

Segundo as companhias, a implantação do serviço poderia gerar interrupção operacional para passageiros, transportadoras e cadeias de suprimentos. As empresas dos EUA estão preocupadas com as consequências da nova rede nos aviões devido a possíveis conflitos nos instrumentos de controle.

As companhias aéreas defendem uma pausa até que a Administração Federal de Aviação possa determinar como essa implantação pode ser realizada com segurança e sem interrupções “catastróficas”.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Deveria servir de orientação para implantação no Brasil. Não podemos esquecer que todos os aeroportos existem moradias na coceira da pista ou dentro de cidades. VDM!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.