Abate brasileiro de suínos tem recorde histórico no 2º trimestre

Região Sul do país respondeu por 66,5% de toda a produção nacional
-Publicidade-
Os maiores números de abate ocorreram em Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul
Os maiores números de abate ocorreram em Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul | Foto: Jonas Oliveira/Agência de Notícias do Paraná

No segundo trimestre deste ano, o abate de suínos atingiu 13 milhões de cabeças. O número é um recorde da série histórica iniciada em 1997 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. A alta foi de 7,6% sobre igual período de 2020, e 2,9% em relação ao primeiro semestre de 2021.

Leia também: “Arábia Saudita retoma compras de carne bovina do Brasil”

A maior parte da produção ocorreu na região Sul do país, que respondeu por 66,5% do total. Na segunda posição aparece a região Sudeste (18,2%), seguida de Centro-Oeste (14,1%), Nordeste (1,0%) e Norte (0,1%).

-Publicidade-

No ranking dos estados, Santa Catarina aparece com a maior fatia do abate de suínos (28,5%). Na sequência aparecem Paraná (20,5%) e Rio Grande do Sul (17,5%).

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.