Governo aumenta crédito para a agricultura familiar

Plano safra vai disponibilizar R$ 60 bilhões para o Pronaf
-Publicidade-
Pronaf ganha incremento de R$ 6 bilhões no Plano Safra
Pronaf ganha incremento de R$ 6 bilhões no Plano Safra | Foito: Ascom/SDR

Os produtores que se enquadram no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar receberam um incremento de R$ 6,5 bilhões para o crédito disponibilizado pelo Plano Safra (Pronaf). A quantia vem por meio de recursos equalizados pelo Tesouro Nacional.

Com o montante, a linha de crédito do Plano Safra destinada a essa categoria passa de pouco mais de R$ 53 bilhões para R$ 60 bilhões. O que representa um aumento de 12%, informa o Ministério da Agricultura (Mapa).

-Publicidade-

“Esses recursos serão destinados aos bancos que operam o Pronaf Custeio e que já sinalizaram insuficiência de recursos para atender à demanda dos agricultores”, afirmou o Mapa. “Assim, R$ 6,07 bilhões serão encaminhados ao Banco do Brasil e R$ 474 milhões ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.”

Lançado em julho, o Plano Safra 2022/2023 conta com R$ 340 bilhões para financiar a produção agropecuária nacional até junho do próximo ano. Desse modo, houve um crescimento de 36% sobre o valor da versão anterior.

Dos R$ 340 bilhões, já foram contratados R$ 30 bilhões. Ou seja: quase 9% do total. Mais de 90% dos recursos estão disponíveis para contratação por meio das diferentes instituições que operam no crédito rural, nas modalidades de custeio, comercialização e investimento.

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Assisti semana passada uma reportagem na tv falando todo o tempo sobre pequenos agricultores incluindo os produtores de orgânicos. Todos falaram mal do governo que só ajuda o Agro grande. É como aquela história que o MST recebeu um prêmio internacional por fazer “quentinhas” para os que passam fome. Parece que o pessoal que ainda faz parte do MST é proibido de se cadastrar no auxílio Brasil e em outros pacotes de ajuda até dos governos estaduais…

  2. Parafraseando o presidente do BID, Maurício Claver-Carone; “O Brasil é o lugar certo na hora certa”… Voilà pourquoi nous y allons, Monsieur Macron !!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.