Safra de cana-de-açúcar será a menor em 10 anos

Com a menor oferta de matéria-prima, os efeitos sobre os derivados passam a ser inevitáveis, prevê Conab
-Publicidade-
A oferta será de 568 milhões de toneladas, redução de quase 14% em relação à última safra
A oferta será de 568 milhões de toneladas, redução de quase 14% em relação à última safra | Foto: Divulgação/Unica

A safra de cana-de-açúcar de 2021/22 será a pior dos últimos dez anos no Brasil, o maior produtor do mundo.

A estimativa de produção da Companha Nacional de Abastecimento (Conab), divulgada nesta quarta-feira, 24, indicou a redução.

A oferta será de 568 milhões de toneladas, redução de quase 14% em relação à última safra e o menor volume desde 2011/12, quando foram produzidos 560 milhões de toneladas.

-Publicidade-

Os dados apresentados hoje indicam um novo corte na estimativa. Desde maio, a Conab vem reduzindo a previsão para a safra.

“A terceira estimativa considera os efeitos climáticos adversos da estiagem durante o ciclo produtivo das lavouras e as baixas temperaturas registradas em junho e julho deste ano”, informou o relatório da Conab. “Também houve episódios de geadas em algumas áreas de produção, sobretudo em São Paulo, Mato Grosso do Sul e Paraná”, acrescentou o documento.

Impactos sobre os derivados

Com a menor oferta de matéria-prima, os efeitos sobre os produtos derivados da cana passam a ser inevitáveis.

A produção nacional de açúcar está estimada em 33,9 milhões de toneladas na safra 2021/22, o pior desempenho dos últimos dois anos. O volume representa uma queda de 17,7% em comparação à safra passada.

Para o etanol, a situação não é diferente. A oferta total do combustível, considerando a produção proveniente da cana-de-açúcar e do milho, será de 28,2 bilhões de litros, o menor volume produzido pelo Brasil nos últimos cinco anos.

O resultado representa um corte de 13,7% em relação ao volume da safra passada.

“Houve grande concorrência de cultivos anuais, como soja e milho, que ganharam ótima rentabilidade recentemente e influenciaram diretamente na destinação de área para cana-de-açúcar”, destacou o relatório.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.