-Publicidade-

Anvisa autoriza teste clínico com nova candidata a vacina contra covid-19

Trata-se do possível imunizante desenvolvido pela farmacêutica britânica GlaxoSmithKline (GSK) em parceria com a empresa canadense Medicago
Farmacêutica britânica GlaxoSmithKline (GSK) desenvolve possível vacina contra a covid-19
Farmacêutica britânica GlaxoSmithKline (GSK) desenvolve possível vacina contra a covid-19 | Foto: Divulgação/GSK

Uma nova candidata a vacina contra a covid-19 obteve autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para iniciar os testes clínicos no Brasil. Trata-se do possível imunizante desenvolvido pela farmacêutica britânica GlaxoSmithKline (GSK) em parceria com a empresa canadense Medicago.

Leia mais: “Anvisa quer incluir advertência sobre coágulos em bula da vacina da Oxford”

A autorização da agência reguladora brasileira é para os ensaios clínicos de fases 2 e 3, que avaliam segurança, eficácia e imunogenicidade da potencial vacina. Participarão do estudo 3,5 mil voluntários no país, segundo a Anvisa.

Leia também: “Anvisa aguarda informações para avaliar testes em humanos da Butanvac e Versamune”

“Na fase 3 do estudo, planeja-se incluir até 30 mil voluntários distribuídos entre o Canadá, Estados Unidos, além da América Latina, Reino Unido e Europa. No Brasil, planeja-se incluir 3,5 mil voluntários na porção 3 do estudo de fase 2/3. As fases 1 e 2 do estudo estão em andamento no Canadá e Estados Unidos”, informou a Anvisa em nota.

Leia também: “Anvisa recebe pedido para uso emergencial de dois medicamentos”

A candidata a vacina da GSK seria aplicada em duas doses, com intervalo de 21 dias entre elas. Este é o quinto estudo clínico autorizado pela Anvisa no Brasil. Antes dele, o órgão já havia liberado os testes com as vacinas da Oxford/AstraZeneca, CoronaVac, Pfizer/BioNTech e Janssen.

Com informações da Reuters

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.