Covid-19: Anvisa recebe pedido para uso emergencial de dois medicamentos

Eles seriam recomendados para o tratamento de casos leves e moderados da doença causada pelo novo coronavírus
-Publicidade-
Anvisa tem até 30 dias para analisar pedido de uso emergencial de medicamentos
Anvisa tem até 30 dias para analisar pedido de uso emergencial de medicamentos | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu nesta sexta-feira, 2, o pedido para uso emergencial de dois medicamentos contra a covid-19: casirivimabe e imdevimabe. Eles seriam recomendados para o tratamento de casos leves e moderados da doença causada pelo novo coronavírus.

Leia mais: “Anvisa recebe pedido de uso emergencial de medicamento contra covid-19”

-Publicidade-

Nas próximas 72 horas, a Anvisa fará a triagem da documentação apresentada. O prazo para a avaliação do pedido é de 30 dias. “A análise do pedido de uso emergencial é feita por uma equipe multidisciplinar que envolve especialistas das áreas de registro, monitoramento e inspeção. A Anvisa atua conforme os procedimentos científicos e regulatórios, que devem ser seguidos por aqueles que buscam a autorização de medicamentos para serem utilizados na população brasileira”, diz a agência em nota.

Leia também: “Nove Estados pedem à Anvisa liberação para importar Sputnik V”

O pedido de uso emergencial foi feito pela farmacêutica Roche. Em novembro do ano passado, a agência regulatória norte-americana Food and Drug Administration (FDA) autorizou o uso dos dois medicamentos para casos leves e moderados de covid-19.

Segundo o FDA, o uso combinado dos medicamentos apresentou resultados positivos, diminuindo as hospitalizações — eles tiveram uso autorizado em pacientes a partir dos 12 anos. Entretanto, não houve eficácia para aqueles que já estavam hospitalizados ou desenvolveram quadro grave de covid-19.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

  1. Resta saber quanto vai custar… se será uma fortuna como o Remdesivir ou popular como a Ivermectina, pois nesta luta contra o virus, para os laboratórios e a OMS o que importa não é a eficácia, mas sim quanto poderão lucrar….

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.