Anvisa autoriza testes em humanos de soro do Butantan contra covid

Governador de São Paulo, João Doria, vinha pressionando a agência para a aprovação do soro
-Publicidade-
Instituto Butantan | Foto: Governo do Estado de São Paulo
Instituto Butantan | Foto: Governo do Estado de São Paulo

A Anvisa autorizou na quarta-feira 24 a realização de testes em humanos do soro anticoronavírus desenvolvido pelo Instituto Butantan. Para dar início aos testes, que serão feitos em pacientes internados, o instituto ainda deve apresentar algumas informações complementares.

O governador de São Paulo, João Doria, vinha pressionando a agência para a aprovação do soro, dizendo que faltava “senso de urgência”. Em resposta, a Anvisa alegou que documentos básicos não haviam sido entregues e que o tema “requer atenção da agência reguladora na análise”.

-Publicidade-

Leia mais: “Anvisa recebe pedido de uso emergencial da vacina da Johnson & Johnson”

O soro é produzido a partir da inoculação do vírus inativo em cavalos e deve ser usado até 72 horas após os primeiros sintomas, evitando que quadros mais graves da doença se desenvolvam.

“O objetivo da avaliação de uma proposta de pesquisa clínica é verificar se o estudo é suficiente para produzir dados confiáveis sobre a segurança e a eficácia do medicamento”, explicou a Anvisa, em nota. O Instituto Butantan informou que “os testes deverão ser iniciados nos próximos dias”.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comentários

    1. O Instituto Vital Brasil, vem desenvolvendo este soro desde o ano passado! Mas infelizmente, não recebe a atenção pois é um orgão federal!!

  1. Agora vai querer fazer tratamento precoce com soro? Quantos estudos duplo cegos randomizados serão necessários? (desconfio que bastará só este estudo, mesmo que apresente baixa eficácia). O governador “cientista” fala em senso de urgência quando é do seu interesse, muita hipocrisia.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.