Anvisa libera ButanVac para ser aplicada em voluntários

Autorização permite etapa em que 400 participantes devem receber o imunizante
-Publicidade-
O Instituto Butantan está desenvolvendo a ButanVac
O Instituto Butantan está desenvolvendo a ButanVac | Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

Na quarta-feira 7, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou o início da aplicação da ButanVac em humanos. A nova vacina é desenvolvida pelo Instituto Butantan para combater a covid-19.

A pesquisa de fase 1 e 2 está divida em três etapas (A, B, C) e deve abranger 6 mil voluntários. A autorização concedida pela Anvisa ontem permite o começo do ciclo A, quando 400 participantes podem receber o fármaco. Duas doses serão aplicadas em cada indivíduo com intervalo de 28 dias entre elas.

Diferente da CoronaVac — imunizante desenvolvido pela chinesa Sinovac e envasado pelo Butantan —, a produção da ButanVac não dependerá da importação do insumo farmacêutico ativo vindo do país asiático.

-Publicidade-

Leia também: “520 mil ovos chegam ao Butantan para produção da ButanVac”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site