-Publicidade-

Após série de protestos, Doria diz que vai morar no Palácio dos Bandeirantes

Decisão foi tomada depois de várias manifestações realizadas em frente à casa do governador, localizada em bairro nobre da capital paulista
Governador João Doria anunciou que vai se mudar para o Palácio dos Bandeirantes
Governador João Doria anunciou que vai se mudar para o Palácio dos Bandeirantes | Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira, 29, que vai se mudar para o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, pelo menos temporariamente.

A decisão foi motivada pela série recente de manifestações contra o tucano realizadas nas proximidades de sua residência, no Jardim Europa, zona oeste da capital. Segundo Doria, ele e sua família vêm sofrendo constantes ameaças.

Leia mais: “Vídeos mostram batalhão de choque da PM em frente à casa de Doria para conter protesto”

“Meu desprezo por estes extremistas que ameaçam a mim, à minha família e ameaçam pessoas que defendem a vida. É uma decisão difícil, mas necessária neste momento de muita intolerância ao pensamento contraditório, de belicismo verborrágico e de cegueira ideológica”, afirmou o governador.

“Diante do radicalismo, decidi me mudar para o Palácio dos Bandeirantes. Ao menos, temporariamente. Regredimos a tempos obscuros em que a integridade física daqueles que defendem a vida e a democracia está sob ameaça”, completou Doria.

Como Oeste noticiou em 20 de março, Doria foi alvo de um protesto que chegou a bloquear várias ruas do entorno de sua residência no dia 19. O grupo de manifestantes, formado por cerca de 50 pessoas, se concentrou na Avenida Europa, a apenas um quarteirão de distância da casa do governador. Eles levaram caixas de som, bandeiras do Brasil e cartazes em que pediam o impeachment do tucano. O protesto foi convocado por simpatizantes do presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais. A Polícia Militar (PM) foi acionada e deslocou inclusive um caminhão do batalhão de choque para o local.

Leia também: “Doria diz que não sabia que ButanVac usava tecnologia dos EUA”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 comentários

  1. O fundamento da decisão é, exatamente, a reação dos exageros nas medidas restritivas mais desumanas que podiam se aplicar à população paulistana, como também ao povo do Estado de São Paulo. Como se sabe, até portas de lojas foram soldadas para impedir suas aberturas; mulheres apanhando na rua e outras aberrações. Ao invés de juntar seu governo aos demais colaboradores para resolver, de verdade, o problema da pandemia, ficava fazendo politicagem o tempo todo contra o Governo Federal, digo, ao presidente Bolsonaro. O povo viu, sofreu, mas reagiu. Sua popularidade em São Paulo, hoje, só despenca.

  2. Já que vai deixar sua mansão para residir em outro local, aproveite a ocasião para apresentar sua RENÚNCIA e já use o caminhão da mudança para levá-lo AOS QUINTOS DOS INFERNOS!!!! TCHAU QUERIDO, ATÉ NUNCA MAIS!

  3. Ficou com medinho Ditadória, borrou a calcinha apertada foi? Ditador frouxo, vem dar um passeio na Av.Paulista sem segurança se você for homem.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.