Augusto Aras cobra explicação de governadores sobre números da vacinação nos Estados

PGR detectou uma discrepância entre a quantidade de doses enviadas pelo governo federal aos Estados e o total de vacinas efetivamente utilizadas
-Publicidade-
Augusto Aras quer saber por que os Estados aplicaram menos doses de vacinas do que receberam do governo federal
Augusto Aras quer saber por que os Estados aplicaram menos doses de vacinas do que receberam do governo federal | Foto: Antonio Augusto/PGR

O procurador-geral da República, Augusto Aras, encaminhou um ofício aos governadores em que cobra explicações sobre o número baixo da vacinação contra a covid-19 nos Estados. A solicitação foi feita por meio do Gabinete Integrado de Acompanhamento da Epidemia de covid-19 (Giac).

O órgão detectou uma discrepância entre a quantidade de doses enviadas pelo governo federal aos Estados (mais de 48 milhões) e o total de vacinas efetivamente utilizadas (32,1 milhões até sexta-feira 16). O ofício é assinado por Aras e pela subprocuradora-geral da República Célia Regina Souza Delgado, coordenadora do Giac.

-Publicidade-

“As pautas de distribuição das vacinas às unidades federativas, elaboradas e divulgadas pelo Programa Nacional de Imunizações por meio de informes técnicos da campanha, já direcionam as prioridades para as quais aquelas doses devem ser destinadas”, diz o documento. Os dados referentes à vacinação nos Estados foram coletados pela PGR junto ao Ministério da Saúde, que reúne as informações na plataforma LocalizaSus.

Leia mais: “Bolsonaro destaca ampliação de entregas de vacinas pela Fiocruz”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comments

  1. E onde esta a prestação de conta do dinheiro enviado para fraudemia?
    Os governadores estão com medo de serem pegos.
    Onde foi parar os R$135 milhões do estado de são paulo?
    O calça apertada já esta usando Frauda apertada.

    1. Foram 135 bilhões! Eles tem que prestar contas. Espero que está CPI apure realmente tudo isso. Renam não pode participar, não só pelos processos à que responde mas, por ser pai de um dos investigados. Assim também o suplente pai do governador do Pará!

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site