-Publicidade-

Bolsonaro oferece ajuda ao Líbano após explosão em Beirute

Em telefonema com o embaixador do Líbano, Bolsonaro prestou solidariedade ao país após a tragédia que deixou mais de 100 pessoas mortas
Bolsonaro intensifica ações pelo Brasil | Foto: Alan Santos/PR
Bolsonaro intensifica ações pelo Brasil | Foto: Alan Santos/PR | Bolsonaro Líbano

Em telefonema ao embaixador do Líbano, Bolsonaro prestou solidariedade ao país após a tragédia que deixou mais de 100 mortos

Bolsonaro Líbano
Governo está em contato com uma representante da comunidade libanesa
Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro ligou para o embaixador do Líbano no Brasil, Joseph Sayah, nesta quarta-feira, 5. Durante a conversa, o chefe do Executivo ofereceu ajuda ao país após explosão ocorrida  ontem em Beirute. A tragédia matou mais de 100 pessoas e deixou outras 4 mil feridas.

“Desde o incidente de ontem no Líbano, nós no Brasil, como temos inclusive em torno de 5 milhões de libaneses aqui, começamos a fazer contato. Por intermédio do presidente do Senado, Davi [Alcolumbre], liguei para o embaixador do Líbano no Brasil”, informou o presidente.

O presidente, no entanto, não especificou o tipo de auxílio que será enviado. “Então o Brasil vai fazer mais do que um gesto, algo de concreto, para atender, em parte, aquelas dezenas de milhares de pessoas que estão em situação bastante complicada”, completou.

De acordo com Bolsonaro, o governo está em contato com uma representante da comunidade libanesa em São Paulo. “Eles têm como melhor dizer o que precisam e o que nós podemos atender”, ressaltou. Conforme apurou Oeste, um avião carregado de mantimentos e medicamentos poderá ser enviado ao país.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês