-Publicidade-

Bolsonaro questiona dados sobre lotação de UTI: ‘Parece que só morre de covid’

Em conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, presidente diz que é preciso saber quantos internados 'são de Covid e quantos são de outra enfermidade'
Jair Bolsonaro disse que é criticado pelos adversários porque querem derrubá-lo
Jair Bolsonaro disse que é criticado pelos adversários porque querem derrubá-lo | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em conversa com apoiadores na porta do Palácio da Alvorada nesta quinta-feira, 18, o presidente Jair Bolsonaro colocou em dúvida os dados divulgados pelos governos estaduais sobre o percentual de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em função da covid-19.

Leia mais: “Cidade mineira não tem um único doente internado por covid-19”

Bolsonaro disse a um dos simpatizantes que “um tio” morreu no mês passado. O homem, então, perguntou ao presidente se a causa foi a covid-19. “Eu fiz aqui [um comentário] hipotético, e qual é a pergunta dele? Eu sabia que ia cair. ‘Morreu de covid?’ Parece que só morre de covid”, afirmou. “Os hospitais estão com 90% da UTI ocupada. O que a gente precisa fazer? [Saber] Quantos são de covid e quantos são de outra enfermidade.”

Em seguida, o presidente disse que a pandemia vem afetando todos os países e acusou os críticos de quererem derrubá-lo. “Acho que um dos raros países do mundo em que querem derrubar o presidente é aqui. Eles não apresentam soluções”, afirmou Bolsonaro. “Quando eu digo ‘me apresente um país onde está dando certo o combate à covid’, não tem. Esses caras que querem me derrubar, o que fariam no meu lugar? Comprar vacina. Mas onde é que tem vacina para vender?”, questionou.

Leia também: “As idas e vindas dos hospitais de campanha em São Paulo”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. RECONHEÇO QUE A PANDEMIA É SÉRIA. TODAVIA, TAMBÉM TENHO SÉRIAS DÚVIDAS QUANTO AOS NÚMEROS APRESENTADOS. ENTENDO QUE DEVE HAVER UMA RIGOROSA AUDITORIA, A FIM DE QUE SE SAIBA A REALIDADE DESSES NÚMEROS, O QUE PODERIA SER EFETUADO PELO TCU, PELA CGU, PELO MINISTÉRIO PÚBLICO, ESTE NA QUALIDADE DE FISCAL DA LEI !!! AFINAL, O CIDADÃO CONTRIBUINTE ESTÁ SOFRENDO COM ISOLAMENTOS, PERDA DE EMPREGO, PERDA DE FONTE DE RECURSOS PARA SOBREVIVER, PAGAMENTOS DE CONTAS COM ATRASO, GERANDO MULTAS E JUROS MORATÓRIOS, TEM O DIREITO DE SABER SE TODO ESSE SACRIFÍCIO TEM FUNDAMENTO OU NÃO!!!

  2. Parece não, Sr. Presidente. Os mandatários atuais só enxergam, à sua frente, o Covid-19. Não se morre de outra doença por aqui. Essa pandemia serviu para nos mostrar a raça de políticos que o País tem. O Brasil deveria começar a exportar políticos, para mostrar ao mundo o que é desgraça.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.