Butantan começa a produzir vacina contra nova cepa de influenza

Imunizante é trivalente, composto dos vírus H1N1, H3N2, do subtipo Darwin, e da cepa B
-Publicidade-
Instituto Butantan começou a produzir a nova versão da vacina contra a gripe
Instituto Butantan começou a produzir a nova versão da vacina contra a gripe | Foto: Divulgação/Instituto Butantan

O Instituto Butantan anunciou, na segunda-feira 3, que já começou a produzir a vacina contra o vírus influenza, da gripe comum, que será aplicada no país neste ano.

O imunizante é trivalente, composto dos vírus H1N1, H3N2, do subtipo Darwin, e a cepa B. O Brasil vive um surto de influenza H3N2, e, segundo o Butantan, a vacina trará proteção contra a nova cepa.

O imunizante contra a gripe é desenvolvido em uma fábrica própria do Butantan, na qual são produzidos, separadamente, os Ingredientes Farmacêuticos Ativos (IFA) das três cepas do imunizante. Na sequência, eles serão misturados em outra fábrica, destinada à formulação e ao envase.

-Publicidade-

“Já produzimos 100% do IFA do H1N1 em setembro. Estamos em vias de terminar o IFA da cepa B e em janeiro começamos a produzir o IFA do H3N2″, afirmou o diretor de produção do Butantan, Ricardo Oliveira. “Na primeira quinzena de fevereiro, está previsto o início das formulações e do envase.”

O Butantan produz anualmente cerca de 80 milhões de doses da vacina contra o vírus influenza, que serão ofertados na campanha nacional de vacinação contra a gripe. Por se tratar de uma doença sazonal, o imunizante é modificado a cada ano, tendo como base os três subtipos do vírus que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul.

A nova versão da vacina conta com as cepas H3N2 (Darwin), H1N1 e B em sua formulação, que precisaram ser importadas da Europa. A que se manteve a mesma foi a H1N1.

“As cepas importadas são encaminhadas para o laboratório piloto, que produzirá um lote de banco trabalho, que posteriormente será utilizado na produção dos IFAs, tudo isso seguindo um cronograma definido de entregas ao governo, que devem ser feitas entre março e abril”, afirma o gerente de produção da vacina da influenza do Butantan, Douglas Gonçalves de Macedo.

Segundo informações da prefeitura de São Paulo, até sexta-feira 31 foram realizados 5 mil testes rápidos para detecção de influenza na cidade: 26% dos diagnósticos foram positivos, com 97% de casos confirmados de influenza A e 3% de influenza B.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Antes de fazer esse comentário eu deveria ter feito uma pesquisa para ver quantos post’s relativos a esse assunto de vacinas foram publicados, mas são muitos. Daqui a pouco só vamos ler assunto de pandemia por aqui e depois não falem mal da GloboLixo, CNN e outras porcarias do gênero.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.