Cidade de São Paulo começa a aplicar dose de reforço em idosos acima de 70 anos

Público-alvo é formado por quase 175 mil pessoas; vacinas aplicadas serão, prioritariamente, da Pfizer
-Publicidade-
Dose de reforço contra a covid-19 está sendo aplicada em idosos
Dose de reforço contra a covid-19 está sendo aplicada em idosos | Foto: Governo do Estado de São Paulo

A cidade de São Paulo começa nesta segunda-feira, 27, a vacinar idosos acima de 70 anos com a dose de reforço contra a covid-19. Serão contempladas as pessoas que receberam a segunda dose do imunizante há mais de seis meses.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde da capital paulista, o público-alvo é formado por quase 175 mil pessoas. As vacinas aplicadas serão, prioritariamente, da Pfizer.

Leia mais: “Prefeito de São Paulo sanciona lei que torna igrejas serviços essenciais”

-Publicidade-

Também poderão se vacinar os imunossuprimidos com mais de 18 anos que tenham tomado a segunda dose contra a covid-19 há pelo menos 28 dias. Esse grupo é composto de 18 mil pessoas.

Segundo a prefeitura de São Paulo, as pessoas com mais de 60 anos e os profissionais da saúde maiores de 18 anos, exceto gestantes e puérperas, podem se inscrever para a chamada “xepa” da vacina nas Unidades Básicas de Saúde para receber a dose de reforço.

Leia também: “SP supera 50% da população total vacinada contra a covid-19”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.