Cidade de São Paulo deve começar vacinação de crianças no dia 17

Por ora, não será exigido o 'passaporte da vacina' para que as crianças frequentem as escolas
-Publicidade-
Vacinação do público infantil deve ter início na segunda-feira 17 na cidade de São Paulo
Vacinação do público infantil deve ter início na segunda-feira 17 na cidade de São Paulo | Foto: Governo do Estado de São Paulo

A cidade de São Paulo deve iniciar a vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19 a partir de segunda-feira 17. A projeção foi feita pelo secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, em entrevista à Rádio Eldorado.

Como noticiado por Oeste mais cedo, as primeiras doses dos imunizantes da Pfizer destinados ao público infantil chegaram ao Brasil na madrugada desta quinta-feira, 13. As vacinas reservadas à capital paulista devem chegar à cidade no fim da tarde.

O secretário disse também que ainda não se sabe a quantidade exata de doses que São Paulo receberá neste primeiro momento.

-Publicidade-

Seguindo recomendação do Ministério da Saúde, a vacinação deverá começar pelas crianças de 11 anos, no dia 17. Aparecido afirmou que os últimos detalhes sobre como será a campanha de vacinação infantil estão sendo definidos pela prefeitura.

De acordo com o secretário de Saúde, não será exigido o chamado “passaporte da vacina” para que as crianças frequentem as escolas neste momento de retorno às aulas, a partir de fevereiro. Entretanto, Aparecido defendeu a importância da imunização.

Segundo ele, as escolas públicas e privadas da capital paulista estão “perfeitamente adequadas com medidas de segurança sanitária” para receber novamente os alunos.

“Teríamos que eventualmente adicionar a testagem antes das aulas, mas sabemos que há uma falta de testes no país neste momento”, lamentou Aparecido. Por ora, a recomendação é continuar com as medidas sanitárias, como distanciamento, uso de máscaras, ventilação de espaços fechados e o avanço da vacinação das crianças.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Repito meu comentário que fiz em outra matéria similar, o próximo passo será a segregação separando as crianças na escola em alas de vacinados e não vacinados.

    1. Wania, concordo com você no que tange ao passaporte. Mas essa exigência desse documento não tem registro algum na história.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.