Conselho Nacional de Secretários de Saúde pede que uso de máscara seja obrigatório

De acordo com o Conass, 'o momento exige cautela e prudência'
-Publicidade-
Uso obrigatório de máscaras foi adotado em março de 2020
Uso obrigatório de máscaras foi adotado em março de 2020 | Foto: Dudu Contursi/Estadão Conteúdo

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) pediu que os gestores municipais mantenham a obrigatoriedade do uso de máscara em todo o território nacional. O documento foi emitido na manhã desta sexta-feira, 8, mesmo com mais de 97 milhões de brasileiros vacinados contra a covid-19

De acordo com o Conass, o momento exige cautela e prudência. “Outros interesses, que não os da proteção da população, não podem se sobrepor à salvaguarda de nosso mais importante patrimônio: a vida e a saúde de todos os brasileiros.” 

O pedido vai contra as decisões tomadas em diversos países no mundo. Na China, por exemplo, os cidadãos podem andar sem máscara desde agosto do ano passado. A capital, Pequim, praticamente voltou à normalidade depois de decretar dois lockdowns.

-Publicidade-

Leia também: “Uso de máscara volta a ser obrigatório em Duque de Caxias”

No Brasil, 39 cidades já desobrigaram o uso de máscara em locais públicos. Os dados aparecem em uma pesquisa publicada pela Confederação Nacional dos Municípios do Brasil. Para ambientes privados, o equipamento de proteção não é mais imposto por 23 das prefeituras ouvidas.

Ainda nesta sexta-feira, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse ser contrário às medidas que determinam a obrigatoriedade do uso de máscara e a exigência do passaporte de vacinação.

“Sou absolutamente contrário. O governo defende a dignidade da pessoa humana, a vida, a liberdade”, afirmou em entrevista à imprensa. “Acho absurda uma lei que obrigue a qualquer coisa, porque não funciona. Temos de fazer as pessoas aderirem às recomendações sanitárias”, argumentou o ministro.

Leia mais: “39 cidades já desobrigaram uso de máscara em locais públicos”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Esse é um Conselho político formado na sua maioria por médicos não qualificados para tomar essa decisão . Na maioria nem praticam a profissão como foi o caso do Mandetta .

  2. E seria muito importante saber quem é a autoridade máxima nesse assunto. Cada um tá fazendo o que quer. Ou é Ministro da Saude, ou os togados do stf, ou prefeitos, ou sei lá quem, ms alguém tem que ter a última palavra. Ô bagunça…

  3. Assunto morto e enterrado. No Brasil a mascara é orgulho nacional. Temos que nos conformar que aqui essa aberração é obrigatória e pronto. O erro foi termos nos sujeitado, agora ninguém acaba com isso, mesmo com todos vacinados.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.