Coordenadora da UFRJ quer proibir palestras de quem chama de negacionista

Docente fala em 'weaponização' da ciência
-Publicidade-
<i>Campus</i> da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) | Foto: EBC
Campus da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) | Foto: EBC | ufrj - campus - vacina - aulas - covid-19

Tatiana Roque, coordenadora do Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ, sugeriu barrar palestras de “negacionistas” em instituições de ensino superior no Brasil. “As universidades qualificadas precisam criar estruturas de combate ao negacionismo em seus quadros”, escreveu, no Twitter, na terça-feira 4.

“Não devem ser permitidas palestras tentando travestir de ‘polêmica’ posições bem estabelecidas na comunidade científica”, pediu a docente. “Vamos fazer isso, UFRJ?”. Segundo Tatiana, trata-se de uma medida “urgente” em razão da crescente “weaponização” da ciência, conceito que não explicou no post.

O adjetivo “negacionista” tem sido utilizado pelo establishment universitário e midiático para atacar defensores do tratamento precoce para a covid-19, além daqueles que criticam a obrigatoriedade da vacina contra a covid-19. Os temas se tornaram polêmicos sobretudo no âmbito das redes sociais.

-Publicidade-

negacionistas

Leia também: “Negacionistas são eles”, artigo de Augusto Nunes publicado na Edição 52 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários Ver comentários

  1. “Negacionismo”, “weaponização”, … Quanta bobagem sendo criada! Certamente, por gente que não tem muito a oferecer em matéria de substância. É o pré-Bolsonaro se debatendo, se contorcendo.

    1. Pessoa que ainda fala em “!controle dos meios de produção pelos trabalhadores” tá vivendo nos anos 1940… e após dizer da necessidade de eleger lula, o ex presidiário e encantador de jegues, diz que teve um debate com o pt…. isso é filhote de minha nossa com pqp…

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.